Grécia preocupa e Bovespa abre em queda; dólar atinge R$ 1,78

Publicado em 05/05/2010 10:18 562 exibições

As ações brasileiras são negociadas com perdas desde as primeiras operações registradas nesta quarta-feira. Os mercados ainda estão tomados por uma onda de aversão ao risco, em meio à preocupação generalizada sobre a Europa.

Há dúvidas sobre a eficácia do pacote de ajuda à Grécia, e se esse país será capaz de cumprir as medidas de austeridade das contas públicas, em meio a uma convulsão social que já deixou vítimas fatais. Analistas e investidores também temem por outras economias fragilizadas da região, como Europa e Portugal. <?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

O Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa paulista, retrai 0,62%, aos 64.468 pontos. Ontem, a Bovespa fechou em queda de 3,35%.

O dólar comercial é vendido por R$ 1,781, em um acréscimo de 1,13% sobre o fechamento de ontem. A taxa de risco-país marca 214 pontos, número 12,63% acima da pontuação anterior.

As principais Bolsas asiáticas amargaram perdas na conclusão dos negócios de hoje, a exemplo de Hong Kong (retração de 2,1%) e Taiwan (baixa de 2,95%). A Bolsa japonesa segue fechada por conta de um feriado prolongado.

Na Europa, o índice FTSE, da Bolsa de Valores de Londres, cede 1,10%; em Frankfurt, o índice Dax cai 0,69%.

Entre as principais notícias do dia, a consultoria ADP anunciou que foram abertas 32 mil vagas no mercado de trabalho americano em abril, entre contratações e demissões registradas no setor privado neste período. Economistas do setor financeiro estimavam uma cifra em torno de 30 mil.

Ainda no front externo, a Comissão Européia apontou previsões mais otimistas para o conjunto da zona do euro, indicando um crescimento médio de 0,9% para os 16 países do bloco de 0,9% do PIB (Produto Interno Bruto) neste ano. A projeção anterior era de 0,7%.

No setor corporativo, a cervejaria AmBev revelou um lucro líquido de R$ 1,65 bilhão para o exercício do primeiro trimestre, uma cifra 3,9% superior ao resultado obitdo no mesmo período do ano anterior (R$ 1,59 bilhão).

O mercado aguarda para as próximas horas o índice ISM sobre o nível de atividade no setor de serviços americano e as reservas de petróleo nos EUA. No Brasil, o destaque é o fluxo cambial. A China divulga no final da noite importantes estatísticas econômicas, como produção industrial, inflação e vendas do varejo.

Fonte:
Folha de São Paulo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário