Dólar fecha a R$ 1,86, maior taxa desde fevereiro; Bovespa diminui perdas

Publicado em 20/05/2010 17:04 282 exibições

Em seu sexto dia de alta consecutivo, a taxa de câmbio brasileira bateu seu maior preço desde a primeira semana de fevereiro, refletindo o ambiente de extremo nervosismo vigente nos mercados nos últimos dias, por conta da crise na Europa.

Operadores afirmam que os negócios no câmbio doméstico está altamente especulativo, aproveitando a forte oscilação das taxas ao longo do dia --somente hoje, as cotações variaram entre a máxima de R$ 1,899 e a mínima de R$ 1,853.

No final das operações, o dólar comercial foi vendido por R$ 1,861, em um acréscimo de 1,25% sobre o fechamento anterior. Nas casas de câmbio paulista, o dólar turismo foi vendido por R$ 1,970, em alta de 1,02%.

Ainda operando, a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) desacelerou o ritmo de perdas, em baixa de 1,67%, aos 58.694 pontos. O giro financeiro é de R$ 7,19 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York perde 3,61%.

As incertezas sobre como a Europa vai lidar com os problemas de suas economias mais frágeis --Grécia, Portugal e Espanha-- têm perturbado os agentes financeiros, servindo de justificativa para as oscilações brucas dos últimos dias.

Nesta semana, as medidas da Alemanha para conter operações especulativas adicionaram ainda mais tensão ao ambiente, com as expectativas de que outros países do velho continente adotem medidas semelhantes.

Fonte:
Folha Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário