Agronegócio deve ajudar na elvação da economia em 5,5%

Publicado em 21/05/2010 16:48 254 exibições
O relatório de avaliação bimestral que o governo enviou ao Congresso Nacional nesta quinta-feira (20) indica a possibilidade de elevação para 5,5% da projeção de crescimento da economia. Esse é um dos cenários levados em consideração para definição do texto final do relatório. Em março, o relatório do primeiro bimestre projetava em 5,2% o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) a soma de bens e serviços produzidos no país.

Para a inflação, a estimativa nesse cenário é que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), adotado pelo Banco Central para fixar as metas do país, passe de 5% para 5,5%. A taxa de câmbio médio cairia de R$ 1,82 para R$ 1,79. Devido a mudança nos parâmetros da economia, o governo anunciou na semana passada que irá cortar mais R$ 10 bilhões (0,3% do PIB) dos gastos dos ministérios como forma de manter o crescimento da economia de maneira sustentada.

O novo corte elevará para R$ 31,8 bilhões o contingenciamento de gastos neste ano, já que em março foram R$ 21,8 bilhões. De acordo com os técnicos do governo, a soma é suficiente para o efeito anticíclico necessário à redução da demanda do governo, de modo a permitir que a economia não cresça mais do que o necessário, sem gerar problemas como o descontrole da inflação.

No próximo dia 30 será publicado um decreto com os detalhes dos cortes por ministério. O relatório ainda não foi oficialmente divulgado pelo Ministério do Planejamento.
Fonte:
Agência Brasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário