Banco quer crédito agrícola antecipado

Publicado em 27/05/2010 07:43 207 exibições
A definição das regras apenas a partir de junho encurta o prazo dos produtores na preparação do plantio.
Junho é período de definição da política agrícola. É o momento de o produtor fazer uma engenharia financeira e programar a safra de verão.

A realidade da produção agrícola no Brasil vem mudando, com maior diversidade de produtos e incorporação de novas regiões de plantio, onde as condições climáticas e operacionais divergem das tradicionais.

Diante dessas novas exigências do mercado, Walmir Fernandes Segatto, superintende da área de agronegócio do banco Santander, vê necessidade de adaptações na política agrícola brasileira.

"A política atual não está ruim, mas seriam bem-vindas regras de flexibilização para a acomodação nas novas exigências de mercado."

Essas adaptações devem ser não só de épocas, mas de limites de exigibilidades, diz ele. A definição das regras apenas a partir de junho encurta o prazo dos produtores na preparação do plantio.

Em muitos casos, eles começam a programar o plantio de verão logo nos primeiros meses do ano e buscam as melhores chances de comprar insumos para reduzir custos. Seria necessário, segundo Segatto, que o produtor já tivesse recursos e metas de políticas agrícolas definidas para aproveitar o melhor momento do mercado.

Para Segatto, o produtor deveria ter disponibilidade de recursos o ano todo. E essa montagem de oferta de crédito não depende apenas do governo, mas de discussões que devem abranger agentes financeiros e associações de produtores.

De olho As grandes petroleiras estão de olho no contrato de álcool hidratado da BM&FBovespa, cujas negociações começaram há dez dias. Estão requisitando os contratos em inglês, para avaliação.

Arbitragem As petroleiras estão avaliando a expressão que o contrato começa a ter e a possibilidade de arbitragem com o petróleo, diz um analista. Esse interesse está acima do que ocorre normalmente no lançamento de um contrato, afirma ele.

Positivo Os primeiros dias de negociação do contrato de álcool hidratado indicam um cenário positivo, na avaliação do mercado. Há uma ampliação das posições em aberto, o que revela investidores se posicionando.

Ineficiente O sistema de controle de aftosa é ineficiente em muitas regiões do país. O fim da vacinação pretendido por alguns Estados, entre eles o Paraná, ainda não é recomendável, segundo o pecuarista Fábio Gomes.

Restrições O site do serviço federal de controle sanitário da Rússia divulgou que a partir do próximo dia 30 o país imporá restrições à importação de carne bovina de oito unidades de produção brasileiras.

Os grandes A lista inclui alguns dos grandes frigoríficos brasileiros. Tanto o Ministério da Agricultura como a Embaixada do Brasil em Moscou ainda não foram informados.

Fonte:
Folha de São Paulo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário