Ruralistas saem animados da reunião de negociação do endividamento agrícola

Publicado em 04/06/2010 09:19 443 exibições
Os resultados da audiência de terça-feira (1) na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, em Brasília, requerida pelo deputado federal Luis Carlos Heinze (PP-RS), trouxeram um pouco de alento e esperança aos representantes do setor agropecuário que estiveram na reunião.

De acordo com os ruralistas presentes na audiência, o ministro da agricultura, Wagner Rossi, e o secretário-executivo da pasta, Gerardo Fontelles, garantiram que uma avaliação técnica por parte do Mapa e do Ministério da Fazenda, irá avaliar as reivindicações feitas pelos representantes do setor.

A boa notícia ainda carece de cautela, pois outra reunião na próxima quarta-feira (9) é que trará as respostas definitivas para os produtores rurais. Mas, de antemão, as expectativas são positivas por conta da sinalização do governo federal em prorrogar o pagamento das parcelas das operações de crédito com vencimento neste ano.

“O novo acordo poderá amenizar o setor se houverem as adequações dos valores da parcelas do endividamento, além das taxas de juros e da revisão dos prazos, os três pontos bases da nossa pauta da reunião”, avaliou o produtor rural e suplente de deputado federal Neri Geller.

Segundo Geller, foi colocada na mesa de negociação a situação das dificuldades por que passam os produtores para pagarem suas dívidas. “O ministro e o secretário nos garantiram que uma análise mais criteriosa será feita”, afirmou, acrescentando ainda que só em Mato Grosso cerca de 70% dos produtores estão com dificuldades de pagamento.

Estiveram presentes na reunião, representantes da Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja) Federação dos Produtores de Arroz, Organização das Cooperativas Brasileira (OCB), Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), além dos deputados Luiz Heinze e do presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Moreira Mendes.

Boa notícia

Uma boa notícia que já pode ser comemorada pelos produtores rurais de Mato Grosso é a garantia de mais 10 leilões para o milho estocado no Estado. A noticia foi dada pelo coordenador geral da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Sílvio Farnese em uma outra reunião em Brasília e repassada por Neri Geller. “Os leilões irão contemplar entre sete e oito milhões de toneladas”, informou.

Fonte:
Expresso MT

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário