BC já não vê expansão tão forte da economia, afirma Paulo Bernardo

Publicado em 22/07/2010 09:13 143 exibições
O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse nesta quinta-feira que a alta menor da Selic na véspera "deve significar" que o Banco Central (BC) vê um crescimento menos forte da economia.

Na quarta-feira, o Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a taxa básica de juro brasileira em 0,5 ponto percentual, diminuindo o ritmo ante as duas altas anteriores, de 0,75 ponto.

A maioria do mercado previam um novo movimento de 0,75 ponto, mas não descartava totalmente uma alta menor, após uma série de dados recentes mostrando arrefecimento da atividade e da inflação.

"Deve significar que eles (BC) já reconhecem que a economia não vai ter uma aceleração tão forte quanto alguns temiam", afirmou Bernardo ao programa "Bom Dia Ministro", da Radiobrás.

Ele também lembrou que as previsões de inflação que chegaram perto de 6% para este ano já diminuíram um pouco, e agora "devemos ter inflação ao redor de 5%".

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário