Bovespa cai 1,18%, à espera de reunião do Fed nos EUA; dólar vai a R$ 1,76

Publicado em 10/08/2010 13:32 135 exibições

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) opera em queda de mais de 1% nesta terça-feira, na expectativa do resultado da reunião do Fed (Federal Reserve, o Banco Central dos EUA) nesta tarde. Enquanto isso, dados econômicos negativos nos Estados Unidos e na China dão o tom negativo aos mercados aqui e no exterior.

O índice Ibovespa, que reflete os preços das ações mais negociadas, cai 1,17%, aos 67.059 pontos. Na segunda-feira, a Bovespa fechou em alta de 0,34%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones cai 0,77%.

O dólar comercial registra alta de 0,62%, em R$ 1,763. A taxa de risco-país marca 190 pontos, número 0,52% acima da pontuação anterior.

Relatório divulgado hoje mostra que as importações na China estão caminhando para a estagnação, o que poderia prejudicar diversas economias que dependem diretamente das exportações.

Nos EUA, a desaceleração no crescimento da economia vai ser o principal assunto do encontro da autoridade monetária. Os investidores esperam pela visão do Fed sobre a recuperação no país e por quaisquer potenciais planos para retomar alguns dos programas de incentivo à atividade.

Além disso, o Departamento do Trabalho divulgou hoje que a produtividade fora do setor agrícola nos EUA diminuiu no segundo trimestre pela primeira vez em um ano e meio. O índice declinou a uma taxa anual de 0,9%, após subir 3,9% no primeiro trimestre. Foi a primeira vez desde o quarto trimestre de 2008 que a produção por trabalhador caiu.

Na Europa, a Bolsa de Londres fechou em queda de 0,63%, enquanto em Frankfurt houve desvalorização de 1,17%.

No Brasil, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou que o nível de emprego na indústria cresceu 0,5% em junho, na comparação com o mês anterior, registrando o sexto resultado positivo seguido.

Em relação a igual período em 2009, houve aumento de 4,9%, a quinta alta consecutiva nesse confronto e o maior crescimento desde o início da série histórica, iniciada em janeiro de 2001. No semestre, o emprego industrial acumula alta de 2,4%.

Fonte:
Folha Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário