IGP-10 aumenta 1,12% em setembro e passa de 7% no acumulado do ano

Publicado em 17/09/2010 09:36
267 exibições
O Índice Geral de Preços10 (IGP-10) acelerou para 1,12% em setembro, influenciado, especialmente, pelos preços no atacado. Em agosto, o indicador tinha subido 0,46%, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). No acumulado do ano, o IGP-10 aumentou 7,27%. Em 12 meses, a taxa também está na casa de 7%, ou, mais precisamente, 7,38%.

Neste mês, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) teve alta de 1,63%, com aumento mais marcado tanto dos preços dos produtos agropecuários (3,55%) como dos produtos industriais (1,03%). Em agosto, o IPA avançou 0,75%, sendo que tanto os produtos agropecuários como os industriais verificaram alta inferior a 1%.

Dos estágios do IPA, novamente sobressaíram as Matérias-Primas Brutas, que saíram de 3,58% em agosto para 4,48% um mês depois. "Neste grupo, vale destacar as acelerações dos itens: milho em grão (-2,41% para 12,37%), algodão em caroço (-0,11% para 26,22%) e bovinos (2,08% para 4,83%). Em sentido oposto, citam-se: minério de ferro (13,72% para 5,35%), soja em grão (9,48% para 6,60%) e aves (4,26% para 2,20%)", observou a FGV.

Outro componente do IGP-10, o Índice de Preços ao Consumidor deixou deflação de 0,31% no mês passado para incremento de 0,11% nesta apuração. Alimentação registrou uma moderação expressiva no ritmo de queda ao passar de 1,55% de baixa para 0,05% de recuo. Vestuário, que tinha caído 1,08% em agosto, marcou agora 0,10% de elevação. O mesmo movimento foi observado em Educação, leitura e recreação (-0,03% para 0,14%).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) aumentou 0,13% em setembro, desacelerando de 0,35% um mês antes. Materiais, equipamentos e serviços subiram 0,22% e Mão de obra apresentou incremento de apenas 0,03%.

Vale notar que o IPA, o IPC e o INCC respondem por 60%, 30% e 10%, respectivamente, do IGP-10.
Fonte: Valor Online

Nenhum comentário