Dólar perde patamar de R$1,70 e atinge menor valor em dois anos

Publicado em 30/09/2010 13:14
192 exibições
O dólar comercial segue abaixo da linha de R$ 1,70, testando preços não registrados em mais de dois anos. Por volta das 13 horas, a moeda apresentava queda de 0,41%, a R$ 1,698 na venda, menor cotação desde o começo de setembro do ano passado.

Já no mercado futuro, o contrato para outubro, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), recuava 0,32%, a R$ 1,696.

Cabe lembrar que esse contrato será liquidado hoje e que a referência passa a ser o dólar para novembro, que já concentra a liquidez na BM&F, conforme os agentes rolam as posições de um vencimento para outro. Há pouco, o dólar para novembro perdia 0,17%, a R$ 1,708.

Segundo operadores, boa parte da pressão de baixa do dia pode ser atribuída à formação da Ptax (média das cotações ponderada pelo volume) que liquidará esses contratos futuros.

Pelos últimos dados disponíveis, temos os estrangeiros com uma posição vendida (aquela que ganha com a valorização do real) de US$ 10,59 bilhões. Já os bancos, mostram posição comprada (que ganha com a valorização do dólar) de US$ 8,31 bilhões.

Outros agentes com posições relevantes são os investidores institucionais nacionais, com US$ 3,57 bilhões em posições vendidas e o grupo outras pessoas jurídicas financeiras, comprados em US$ 4,28 bilhões.

Na avaliação da empresa de análises de mercado 4cast, o mercado acredita que o governo não vá fazer nada diferente no curto prazo para conter a apreciação do real. Fora isso, o risco de um aumento no Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) após as eleições acaba chamando ainda mais dólares para o mercado brasileiro, conforme os investidores tentam evitar o imposto.

O Banco Central (BC) já fez seu leilão de compra à vista. Por volta das 11h20 tomou moeda a R$ 1,6969, mas a operação não teve efeito sobre o preço.
Fonte: Valor Online

Nenhum comentário