Em baixa de 0,76%, dólar é negociado por R$ 1,688 nas primeiras operações

Publicado em 04/11/2010 10:18
270 exibições
O mercado de câmbio doméstico cota o dólar comercial por R$ 1,688 desde os primeiros negócios registrados nesta quinta-feira. O valor representa um queda de 0,76% sobre a taxa do fechamento de ontem.

Ontem à tarde, o banco central dos EUA, o Federal Reserve, anunciou que deve injetar na economia americana um montante de US$ 600 bilhões até o segundo trimestre de 2011. Economistas do setor financeiro estimavam uma quantia na casa dos US$ 500 bilhões, e uma parcela minoritária, em torno de US$ 1 trilhão.

A agenda doméstica conta com alguns indicadores importantes, entre eles, o IPC-Fipe (inflação) e os dados da produção industrial, tanto pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística) quanto pela CNI (Confederação Nacional da Indústria).

No front externo, investidores e analistas devem ficar atentos ao boletim semanal do governo americano sobre os pedidos de auxílio-desemprego (um "termômetro" importante as condições do mercado de trabalho local). Ontem, relatório da consultoria ADP apontou a criação de 43 mil vagas no mercado de trabalho privado nos EUA (já descontadas as demissões). O saldo ficou bem superior às expectativas do setor financeiro --o consenso entre economistas estava em torno de 20 mil postos criados.

Esses números ganham importância ainda maior porque amanhã os participantes do mercado financeiro devem repercutir o fundamental "payroll", o relatório oficial do governo americano sobre a geração de empregos no país. Hoje, a fraca criação de postos de trabalho é vista como um dos principais pontos fracos na recuperação econômica desse país.

EMPRESAS

Alcatel-Lucent, BNP Paribas, Telecom Italia e Unilever são algumas das principais empresas que publicam seus balanços do trimestre nesta quinta-feira. No Brasil, Eletropaulo, CSN e B2W são os destaques.
Fonte: Folha Online

Nenhum comentário