China aumenta pressão sobre EUA após medida do Fed

Publicado em 08/11/2010 07:58
246 exibições
A China aumentou a pressão sobre Washington devido às últimas medidas do Fed (Federal Reserve, o banco central norte-americano) para incentivar a economia dos Estados Unidos, com o vice-ministro das Finanças dizendo que os fluxos especulativos resultantes são um choque aos mercados globais.

Antes das reuniões da Apec e do G20 nesta semana, uma série de importantes economias alertaram sobre a decisão do Fed de injetar US$ 600 bilhões adicionais ao sistema bancário dos Estados Unidos.

"Como um grande emissor de moeda global, para os Estados Unidos lançarem uma segunda rodada de 'quantitative easing' nesse momento, nós sentimos que não reconheceram a sua responsabilidade de estabilizar os mercados globais e não pensaram sobre o impacto da liquidez excessiva nos mercados emergentes', disse o vice-ministro das Finanças chinês, Zhu Guangyao, nesta segunda-feira.

Zhu disse que a China pretende ter "discussões francas" com os EUA sobre os planos de imprimir dinheiro. 
Fonte: Folha Online

Nenhum comentário