Novo recorde à vista para as exportações do campo

Publicado em 12/11/2010 07:48
261 exibições
As exportações brasileiras do agronegócio deverão fechar o ano em um patamar recorde de US$ 75 bilhões, embaladas pelos preços em alta de alguns dos produtos mais vendidos pelo país no mercado internacional. A previsão é de Célio Porto, secretário de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura.

Se confirmada a estimativa, o crescimento em relação ao ano passado, quando a performance foi prejudicada pela crise financeira global, será de aproximadamente US$ 10 bilhões. De janeiro a outubro, os embarques renderam US$ 64 bilhões, 16,6% mais que no mesmo período de 2009.

"Em dez meses, exportamos o equivalente a 12 meses do ano passado", salientou Porto. Até agora, o recorde anual foi batido em 2008 (US$ 71,8 bilhões), quando os preços internacionais de vários produtos registraram recordes históricos na bolha financeira que antecedeu a crise.

A previsão do ministério para a receita dos embarques do agronegócio em 2010 representa 38,5% da meta de exportação de todos os produtos do Brasil (US$ 195 bilhões) para este ano.

Porto considera que o fator preço está sendo mais importante do que os volumes exportados em 2010 para as vendas externas do setor, embora as quantidades embarcadas de alguns produtos também sejam crescentes. "Para muitos, como a carne bovina por exemplo, um produto que é carro-chefe, o que está segurando são os preços, porque a quantidade até caiu. Carne de frango tem um crescimento pequeno, carne suína caiu a quantidade..."

O secretário enfatizou que esse novo ciclo de alta das commodities ocorre num ambiente de desvalorização do dólar no mercado internacional. "Sempre que isso ocorre, as mercadorias [cotadas em dólar] sobem de preço", destacou Porto. Mas o Brasil também está exportando volumes recordes de alguns produtos. É o caso da soja e do açúcar.
Fonte: Valor Econômico

0 comentário