Irlanda e Coreias mexem com os negócios nas bolsas da Ásia

Publicado em 29/11/2010 07:46 154 exibições
A maior parte das bolsas asiáticas fechou o primeiro pregão desta semana em alta, após o anúncio do resgate da Irlanda, feito neste final de semana. O Fundo Monetário Internacional (FMI) e a União Europeia vão liberar 85 bilhões de euros para que o país salve seu sistema bancário, que colapsou em decorrência da crise global.

O índice Nikkei 225, da bolsa de Tóquio, subiu 0,86%, para 10.126,00 pontos, impulsionado pelas ações da Sony , da Nissan e da Canon, que subiram 2,80%, 1,52% e  1%, respectivamente. Em Hong Kong, o índice Hang Seng teve valorização de 1,26%, aos 23.166,20 pontos, enquanto em Taipé, o Taiwan Taiex avançou 0,66%, para 8.367,17 pontos.

Na Austrália, o setor bancário sustentou a alta de 0,44% no índice S&P/ASX 500, da bolsa de Sydney. As ações do Commonwealth Bank Australia ganharam 2,08%, as do Westpac Banking subiram 1,89% e as do ANZ Banking, 1,15%.

O mercado, entretanto, permanece atento à situação na Europa, onde a circulação de rumores quanto às dívidas públicas de Portugal e Espanha é crescente. O aumento das tensões na península coreana também influencia as análises dos investidores.

Em discurso hoje, o presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, afirmou que a Coreia do Norte pagará por suas ações e provocações contra seu país. Desde a última terça-feira, as duas Coreias trocam acusações quanto ao ataque à ilha sul-coreana Yeonpyeong, que terminou com a morte de quatro pessoas.  

A bolsa de Seul fechou em queda de 0,33%, com o índice Kospi aos 1.895,54 pontos. Os negócios ficaram no vermelho também em Xangai, onde o Shanghai Composite recuou 0,19%, para 2.866,36 pontos.

Fonte:
Valor Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário