Europeus estão determinados a defender o euro

Publicado em 01/12/2010 08:42 137 exibições
A ministra francesa da Economia, Christine Lagarde, afirmou nesta quarta-feira que os europeus estão "determinados" a "defender" o euro.

"Nós europeus -- acredito que voltamos a demonstrar domingo -- somos obviamente solidários e estamos determinados e comprometidos com a defesa de nossa moeda e de nossa zona monetária", declarou a ministra em Paris.

PACOTE IRLANDÊS

A Irlanda receberá 85 bilhões de euros (R$ 195 bilhões). Mais de 40% desse total, 35 bilhões de euros (R$ 80 bilhões), irá para o país salvar seus bancos, que estão à beira de quebrar.

Nos bancos serão colocados 10 bilhões de euros imediatamente. O restante comporá um fundo de contingência.

O empréstimo à Irlanda é menor que o dado à Grécia em maio (110 bilhões de euros, R$ 252 bilhões).

Do total do pacote, 42 bilhões de euros virão da UE e de empréstimos bilaterais de países do bloco que não fazem parte da zona do euro, como Reino Unido e Suécia.

Outros 22,5 bilhões de euros virão do FMI (Fundo Monetário Internacional).

A própria Irlanda entrará com 17,5 bilhões de euros, provenientes principalmente de sua carteira de pensões.

CONTÁGIO

A Irlanda é o segundo país, o primeiro foi a Grécia, do bloco econômico a receber socorro para estancar o rombo nas contas públicas. Há ainda expectativas negativas em relação à Espanha e Portugal, o que traz ao cenário uma grande possibilidade de contágio econômico maior na zona do euro. A crise desses quatro países, conhecidos como Pigs (pela inicial de seus nomes em inglês e em oposição às economia emergentes do Bric), têm como origem o descontrole do setor financeiro e a falta de fiscalização dos bancos. Basicamente, o rombo estatal é derivado da ajuda a grandes bancos e de bolhas imobiliárias.

Fonte:
France Presse

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário