Indústria se retrai em novembro, alimentos são destaque

Publicado em 05/01/2011 13:12
A produção da indústria brasileira retraiu-se levemente em novembro após dois meses de altas modestas.

A atividade recuou 0,1 por cento em novembro ante outubro e subiu 5,3 por cento sobre igual mês de 2009, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. Em outubro, o setor havia crescido 0,3 por cento e em setembro, 0,1 por cento.

Analistas consultados pela Reuters projetavam alta mês a mês de 0,2 por cento --com faixa de previsões de queda de 0,8 por cento a alta de 0,8 por cento-- e avanço anual de 4,75 por cento --com estimativas entre 4,2 e 6,1 por cento.

Na comparação mensal, 12 setores tiveram queda da produção, 14 cresceram e um ficou estável.

O principal segmento negativo foi Alimentos, com baixa de 2,1 por cento, a terceira consecutiva, seguido por Máquinas e equipamentos, com declínio de 1,1 por cento. Entre as altas, os destaques foram Refino de petróleo e produção de álcool (3 por cento) e Máquinas, aparelhos e materiais elétricos (7,2 por cento).

Entre as categorias de uso, em novembro sobre outubro a atividade de bens de consumo duráveis caiu 0,7 por cento e a de bens de consumo semi e não duráveis recuou 0,5 por cento, enquanto a produção de bens de capital e a de bens intermediários registraram crescimento, de, respectivamente, 3,2 e 1,0 por cento.

Em relação a novembro de 2009, 24 dos 27 setores tiveram aumento da produção, destacando-se Veículos automotores (14,2 por cento) e Indústrias extrativas (11,5 por cento).

Nas categorias de uso, a produção de bens de capital teve a maior alta, de 9 por cento, seguida por bens intermediários (5,8 por cento), bens de consumo duráveis (4,6 por cento) e bens de consumo semi e não duráveis (3,1 por cento).

No ano até novembro, a produção industrial brasileira acumulou crescimento de 11,1 por cento.

A média móvel trimestral teve alta de 0,1 por cento em novembro.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário