Soja encerra a terça-feira com alta de dois dígitos em Chicago frente às altas do petróleo e ouro

Publicado em 02/03/2011 07:21 261 exibições
Impulsionadas pelos preços do petróleo e do ouro, cotações futuras de soja avançam, em Chicago.
Clique aqui para ampliar!

Comentário:

Nesta segunda-feira, primeiro de março de 2011, as cotações futuras de soja relativas aos três primeiros vencimentos na Bolsa Mercantil de Chicago (CME) fecharam com ganhos significativos, conforme a tabela acima. Inicialmente, o pregão futuro de soja abriu em alta firme, graças à tônica positiva nos mercados acionários durante a respectiva sessão noturna e graças à recuperação dos preços futuros de óleo de palma; e ainda devido a comentários pertinentes à redução do ritmo da colheita da oleaginosa, no Brasil.

Entretanto, logo em seguida verificou-se pressão de venda no pregão de soja em Chicago, tanto devido à falta de interesse de compra da oleaginosa, como também em razão de comentários no sentido de que a colheita na Argentina está avançando, enquanto são relevantemente altas as produtividades esperadas no Brasil. Constituíram fatores adicionais negativos a repentina fraqueza dos mercados acionários nos EUA - a meio pregão - e também o movimento das cotações futuras de soja abaixo das mínimas da sessão futura de segunda-feira.

Já na parte final da sessão futura desta terça-feira, as cotações de soja acompanharam a alta acentuada dos preços futuros de ouro e de energia. Isto ocorreu apesar da fraqueza dos preços de ações no encerramento de seus pregões nas bolsas de valores norte-americanas e apesar da valorização final do Dólar dos EUA perante o Euro e outras moedas conversíveis. O preço do ouro no mercado spot chegou a situar-se somente US$2,00 dólares por onça abaixo de seu preço recorde de todos os tempos.

Fonte:
SojaNet

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário