AIEA: não há piora significativa em situação de usina no Japão

Publicado em 17/03/2011 14:45 296 exibições
A agência de fiscalização nuclear da ONU informou nesta quinta-feira que a situação na usina nuclear japonesa danificada pelo terremoto continuava muito grave, mas nenhuma deterioração significativa havia ocorrido desde quarta-feira.

Graham Andrew, uma importante autoridade da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), disse que o reator 4 da usina era "uma grave preocupação para a segurança".

Ele disse em coletiva de imprensa: "A atual situação na usina de Daiichi, em Fukushima, continua sendo muito grave... (mas) não houve piora significativa desde quarta-feira."

Fonte:
Reuters

1 comentário

  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

    Sr. João Olivi, no dia 13 passado, citei que, as agencias de noticias , qualificavam a empresa operadora dos reatores de Fukushima, como não confiável. Acontece que a empresa é direcionada por pessoas, tudo que ocorre na empresa é resultado de "idéias" de pessoas. O mundo está revendo, as regras de segurança das usinas nucleares. Tudo bem, mas quando , a mais terrível das energias, não é contida ( mau caráter), todas as outras, alfa , beta , gama , são consequências . ...." E VAMOS EM FRENTE ! ! ! "....

    0