Código Florestal é discutido em Brasília por grupo de negociação

Publicado em 13/04/2011 08:02 411 exibições
Integrantes falaram sobre os pontos mais polêmicos do documento. Primeiro ponto discutido foi a Área de Preservação Permanente.
O grupo de negociação criado para apresentar novas sugestões de mudança no Código Florestal reuniu-se em Brasília. Os integrantes discutiram os pontos mais polêmicos do documento.

A Câmara de Negociação recebeu 55 sugestões de alterações no Código Florestal. Foram contribuições da sociedade civil, partidos políticos e instituições públicas.

Os 14 deputados que participam dessa Câmara tem a missão de analisar as propostas até chegar a um consenso, antes da votação no plenário. Mas foi difícil entrar em acordo sobre como seriam os trabalhos da Câmara de Negociação.

Depois de mais de duas horas de reunião, os deputados começaram a discutir os pontos mais importantes. O primeiro deles foi a Área de Preservação Permanente.

Além das APPs, os deputados escolheram outros seis temas, entre eles o conceito de reserva legal e a regularização ambiental das propriedades rurais. Mas a discussão não avançou. O presidente da Câmara de Negociação, deputado Eduardo Gomes decidiu marcar uma nova reunião para esta quarta-feira (13).

“A minha proposta é que nós vamos concluir o trabalho da Câmara de Negociação e haverá ambiente para que esse projeto seja votado ainda no mês de abril. Eu tenho certeza que o mais rápido possível, a Câmara dará a sua contribuição ao novo Código Florestal brasileiro”, disse Eduardo Gomes.

O resultado do trabalho da Câmara de Negociação será encaminhado para o relator da proposta de mudanças do Código Florestal, o deputado Aldo Rebelo.

Fonte:
Globo Rural

0 comentário