Prévia da inflação oficial acelera por alimentos e transportes

Publicado em 20/04/2011 14:04 306 exibições
A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) acelerou exatamente em linha com a previsão do mercado em abril, pressionada por alimentos e combustíveis, levando a taxa em 12 meses para perto do teto da meta. O indicador subiu 0,77% em abril, após alta de 0,60% em março, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira.

Em 12 meses, a taxa teve alta de 6,44%. A meta de inflação deste ano tem centro em 4,5% e tolerância de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo. No ano, a inflação acumulada é de 3,14%. "Os grupos Alimentação e Bebidas e Transportes foram os principais responsáveis pelo maior ritmo de crescimento do IPCA-15 de março para abril", disse o IBGE em nota, acrescentando que juntos eles foram responsáveis por 60% do índice.

Os custos de Alimentação subiram 0,79% em abril ante 0,46% em março, enquanto os de Transportes avançaram 1,45% agora, contra 1,11% antes. Nos Transportes, o destaque ficou com os combustíveis, com salto de 5,26%, sendo a maior contribuição individual para o IPCA-15 do mês, de 0,24 ponto percentual.

Entre os alimentos, as pressões foram de cebola, leite pasteurizado, batata-inglesa, feijão carioca, pescados, ovo, frango em pedaços e café moído. Outra pressão do mês foi do grupo Habitação, com alta de 0,72% em abril ante 0,39% em março, em razão de reajustes de aluguel residencial e condomínio.

Fonte:
Reuters

0 comentário