Presidente da CNA defende atualização do Código Florestal

Publicado em 03/05/2011 11:01 290 exibições

A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, defendeu nesta segunda-feira (2-4), em Ribeirão Preto (SP), a atualização do Código Florestal brasileiro e disse que o Congresso Nacional tem a oportunidade de se posicionar sobre o tema. "Pela primeira vez o Congresso, que tem a legitimidade dos eleitores, poderá avaliar essa questão", afirmou. A primeira versão do Código Florestal é de 1965, legislação que foi alterada ao longo dos anos sem que o Congresso Nacional pudesse participar das discussões.

Durante a abertura da Agrishow 2011 - Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, uma das maiores feiras do País em tecnologia voltada para a agricultura, a senadora Kátia Abreu lembrou que a atualização do Código Florestal interessa a todos. “De nada adianta termos tecnologia e máquinas se não votarmos o Código Florestal ainda esta semana”, acrescentou.

Ao classificar como “consolidado” o texto do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) que moderniza o Código Florestal, a presidente da CNA criticou possíveis mudanças feitas de última hora no projeto. “Recebemos uma informação de Brasília que pretendem fazer alterações de itens que já haviam sido consolidados em um debate de 15 anos, mas não podemos permitir que essas mudanças aconteçam em detrimento de um dos setores mais importantes do País”, apontou.


Em seu discurso, a presidente da CNA lembrou, ainda, que o Brasil é o único país do mundo que exige de seus produtores a manutenção de áreas de reserva legal. Essas áreas variam entre 20% na maioria dos biomas e 80% na Amazônia. “Não queremos desmatar, mas precisamos de alimentos. E este é o único país que abre mão de terras férteis e de riqueza para manter as matas nativas. Vamos dizer ‘não’ aos ambientalistas e ONGs que querem fazer o Brasil a única reserva legal do mundo ao invés de uma reserva legal mundial”, completou.

A necessidade urgente de atualização do Código Florestal foi tema de todos os discursos durante a abertura da Agrishow, feira que acontece até sexta-feira (6-5) em Ribeirão Preto. O presidente da Agrishow, Cesário Ramalho, a prefeita de Ribeirão Preto, Darcy Vera, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, também participaram da cerimônia de abertura da feira.

O ministro da Agricultura da Argentina, Julían Dominguez, visitou nesta segunda-feira a Agrishow. Ele ressaltou o compromisso dos produtores da região com o respeito ao meio ambiente. “Prova disso é que nossa região foi a que menos degradou o meio ambiente nos últimos 60 anos", afirmou.

 

Fonte:
CNA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário