Lideranças ruralistas do MS podem fazer novo ato para pressionar votação do Código Florestal

Publicado em 17/05/2011 11:34 345 exibições
Deputados federais e lideranças ruralistas do Estado se reuniram na manhã desta segunda-feira (16) na Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), em Campo Grande, para avaliar o andamento do processo de votação do novo Código Florestal, já adiada por duas vezes.

A reunião contou com a presença dos deputados federais Luiz Henrique Mandetta (DEM), Geraldo Resende (PMDB) e Reinaldo Azambuja (PSDB). Ao final do encontro os participantes decidiram organizar novo ato público em Brasília-DF, com o objetivo de pressionar a votação, que deve acontecer somente na última semana de maio.

Segundo a assessoria de imprensa da Acrissul, o deputado Geraldo Resende garantiu que a bancada do PMDB vai votar a favor dos ruralistas. Já o deputado da oposição, Luiz Henrique Mandetta, disse que é preciso acabar com pontos polêmicos. Ele defende que o Estado e o Município decidam sobre a regulamentação pela União das áreas destinadas a Áreas de Preservação Permentes (APPs) e a isenção de reserva legal para propriedades com até quatro módulos fiscais.

Fonte:
Capital News

0 comentário