'Ele tem que se afastar', diz presidente do PT-RS sobre Palocci

Publicado em 06/06/2011 16:33 240 exibições
As lideranças do PT gaúcho se articulam pelo afastamento de Antonio Palocci da chefia da Casa Civil. Para Raul Pont, deputado estadual e presidente do PT do Rio Grande do Sul, Palocci, cujo patrimônio cresceu cerca de 20 vezes durante os quatro anos em que foi deputado federal, deveria sair do cargo para não prejudicar o governo. "Particularmente, entendo que ele tem que se afastar, para tirar esse tema de dentro do governo. A situação do Palocci não pode contaminar o governo", sustentou, em nota enviada ao Terra.

"É uma denúncia pessoal que ele tem de responder. Se não tem respostas, então que se afaste do governo até que tudo seja investigado e esclarecido", defendeu Pont. O gabinete do deputado não informou se haverá uma manifestação formal do PT gaúcho em relação ao assunto para fazer pressão sobre a presidente Dilma Rousseff.

Entenda o caso
Reportagem do jornal Folha de S. Paulo publicada no dia 15 de maio informou que Palocci multiplicou por 20 seu patrimônio em um período de quatro anos. Na Câmara, o PSDB levantou suspeitas sobre a liberação rápida da restituição do Imposto de Renda para uma empresa que teria, em contrapartida, financiado a campanha da presidente Dilma Rousseff. O ministro Palocci teria prestado consultoria para a empresa.

Na noite de sexta-feira, em entrevista ao Jornal Nacional, da Rede Globo, Palocci afirmou que sua empresa de consultoria, a Projeto, não atuou com contratos públicos. O ministro disse que trabalhou em fusão de empresas, mas que nunca atuou junto ao Banco Central, ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) ou ao Ministério da Fazenda, para resolver problemas das empresas.

Fonte:
Terra

0 comentário