Após saída de Palocci, Gleisi assume Casa Civil com missão de estreitar laços com base aliada

Publicado em 08/06/2011 07:40 136 exibições
Convidada para substituir Antonio Palocci na Casa Civil, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) assumirá o cargo com a missão de manter os laços entre o governo federal e a base governista no Congresso Nacional

Nos primeiros meses de mandato, Gleisi (45) se destacou pela defesa do governo da presidente Dilma Rousseff. A trajetória política começou no movimento estudantil, antes da senadora concluir o curso de Direito, na Faculdade de Direito de Curitiba.

Em 1989, se filiou ao PT, tendo ocupado o cargo de secretária de Estado no Mato Grosso do Sul na gestão de Zeca do PT. Além disso, foi secretária de Gestão Pública na prefeitura de Londrina.

Após participar da equipe de transição no primeiro governo de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002, Gleisi foi nomeada diretora financeira da Itaipu Binacional. Neste cargo, permaneceu até 2006, quando concorreu ao Senado e perdeu.

A nova chefe da Casa Civil colecionou mais uma derrota eleitoral em 2008 ao disputar a prefeitura de Curitiba, sua cidade natal, com tucano Beto Richa. Somente no ano passado conseguiu se eleger para o Senado junto com Roberto Requião (PMDB).

A experiência política, acumulada ao longo dos últimos anos, aliada a capacidade técnica, são apontadas por aliados petistas como um dos principais trunfos da nova ministra para assumir o posto e estreitar a relação com a base governista.

A relação ficou estremecida nos primeiros meses de governo depois que o governo postergou nomeações de partidos aliados em estatais e outros órgãos públicos.

Antes do anúncio da demissão de Palocci, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, marido de Gleisi, era um dos nomes cotados para o cargo.

Ao comentar sua nomeração, a nova chefe da Casa Civil disse que assume a pasta com a tarefa de realizar um "trabalho de gestão de processos e projetos".

"O convite me honrou e orgulhou. Agradeço a confiança da presidente no meu trabalho. Será um desafio grande e sei da minha responsabilidade neste processo", disse Gleisi, que amanhã fará um pronunciamento sobre a sua nomeação no Senado.

Fonte:
Valor Online

2 comentários

  • Giovanni Rezende Colinas do Tocantins - TO

    Vejam a matéria de Dora Kramer no Estado de São Paulo. http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110608/not_imp729449,0.php

    0
  • Giovanni Rezende Colinas do Tocantins - TO

    Competente em que aspecto? É do PT, então a sociedade brasileira deverá se precaver. A oposição, no Congresso Nacional deverá permanecer vigilante. Quanto a Palocci, deverá ganhar muito dinheiro dando palestras: Aumentando seu patrimônio em Progressão Geométrica. Falando disso, gostaria que houvesse a continuidade das investigações, para que os brasileiros entendam, e ser for correto os procedimentos, aprendam como auferir tamanho desempenho nas finanças pessoais, ou punir o Sr. Palocci caso haja indícios de prejuizos ao povo brasileiro em suas operações.

    0