Crise na Europa deixa mercados asiáticos instáveis

Publicado em 15/06/2011 08:21 174 exibições
A inquietação com a situação da Grécia, especialmente a chance de um default, mexeu com os mercados acionários da Ásia nesta quarta-feira. Receosos de um efeito cascata na Europa, os investidores demonstraram cautela nas operações.

Em Hong Kong, o aumento de compulsório promovido ontem pelo governo chinês para tentar frear a inflação também pesou na bolsa. O índice Hang Seng fechou em queda de 0,68%, aos 22.343,77 pontos, influenciado pelos papéis de bancos. As ações do Bank of China e do HSBC declinaram mais de 1%.

Na bolsa de Xangai, o Shanghai Composite também ficou no vermelho, caindo 0,90%, para 2.705,43 pontos. Já em Taipé, o Taiwan Taiex teve leve valorização, de 0,03%, aos 8.831,45 pontos. O indicador foi acompanhado pelo índice Kospi, de Seul, que subiu 0,47%, para 2.086,53 pontos.

Impulsionado pelo setor exportador, o índice Nikkei 225, da bolsa de Tóquio, ganhou 0,28%, aos 9.574,32 pontos. As ações da Honda tiveram alta de 2,19%, enquanto as da Sony, Nissan e Toyota subiram 1,04%, 0,75% e 0,62%, respectivamente.

Em Sydney, o S&P/ASX 200 caiu 0,40%, para 4.566,77 pontos. Algumas ações de bancos tiveram alta; outras, queda. National Australia Bank subiu 0,69%, enquanto Westpac diminuiu 1,36%. Entre as mineradoras, os papéis da BHP Billiton recuaram 0,37% e os da Rio Tinto, 0,16%.

Fonte:
Valor Online

0 comentário