Blairo Maggi busca apoio no PR para Ministério dos Transportes

Publicado em 08/07/2011 08:32 226 exibições
O senador Blairo Maggi (PR-MT) reuniu-se nesta quinta-feira com a cúpula do Partido da República em busca de apoio para ser indicado ministro dos Transportes e, segundo o líder da bancada na Câmara, Lincoln Portela (MG), outros nove colegas de legenda disputam a indicação.

Mais cedo, a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, afirmara que o partido pode fazer as indicações, mas que a decisão sobre o sucessor do senador Alfredo Nascimento, que deixou a pasta após denúncias de um suposto esquema de propinas que beneficiaria o partido, é da presidente Dilma Rousseff.

"O nome que foi mais cogitado foi o nome do senador Blairo Maggi", disse Portela. Além dele, Maggi, Nascimento e o líder do PR no Senado, Magno Malta (ES) participaram da reunião em que discutiram o apoio ao ex-governador de Mato Grosso.

Interinamente, o secretário-executivo do ministério, Paulo Sérgio Passos, que também é filiado ao PR ocupa o cargo de ministro, mas ele não tem apoio político dentro da legenda para se manter no posto.

"Não é uma questão de resistência, mas uma questão de preferência", argumentou Portela.

Na reunião, Maggi falou aos demais colegas que havia sido sondado para ocupar o cargo. Segundo uma fonte do Palácio do Planalto, que falou sob a condição de anonimato, ele poderá vir a ser ministro desde que tenha apoio do partido.

Maggi, um dos maiores produtores de soja do mundo, afirmou aos colegas que avalia questões legais e o envolvimento de suas empresas com o governo, para não cometer um erro "fatal", caso assuma a pasta. Isso não quer dizer, de acordo com Portela, que o senador recusou o cargo.

"Não houve recusa (ao posto) porque ele nos colocou que está fazendo essa avaliação (da situação das empresas)", disse o líder na Câmara. Na quarta-feira, Maggi conversou com o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral), com Ideli e com Dilma. Portela confirmou a conversa entre o senador e a presidente.

Na reunião, ficou definido que Portela, Maggi e Malta vão representar o partido nas negociação com o Palácio do Planalto para definir o sucessor de Nascimento.

"Não temos pressa", disse o líder do PR. O mais provável é que a definição sobre o futuro ministro dos Transportes só saia na próxima semana, segundo a fonte do Palácio do Planalto.

Portela disse que na próxima quarta-feira o partido volta a se reunir para tratar da indicação que fará à Dilma.

Maggi e a cúpula do PR também temem que ele assuma imediatamente a pasta e que novas denúncias sobre desvios no setor tornem difícil sua permanência no ministério. "Realmente tem essa preocupação", afirmou Portela à Reuters.

Fonte:
Reuters

0 comentário