S&P une-se à Moody's e alerta para chance de rebaixar rating dos EUA

Publicado em 15/07/2011 07:41 226 exibições
A Standard & Poor's (S&P) avisou ontem à noite que pode rebaixar os ratings dos Estados Unidos. A agência colocou a nota de crédito americana de longo prazo "AAA" e a de curto prazo "A-1+" no CreditWatch com implicações negativas e notou existir uma probabilidade de pelo menos 50% de realizar essa alteração na classificação dentro dos próximos 90 dias.

Ao justificar sua ação, a S&P citou o debate político sobre a posição fiscal dos EUA e sobre o aumento do teto do endividamento do país. "Ainda acreditamos que o risco de um default dos pagamentos pelo governo do Estados Unidos como consequência da não elevação do teto da dívida é pequena, mais crescente. Entretanto, qualquer default nos pagamentos programados do serviço da dívida, mesmo breve, nos levou a revisar os ratings dos EUA para 'default seletivo'", afirmou a agência em nota.

A S&P explicou que o default seletivo se refere a uma situação em que o emissor, o governo federal, neste caso, deixa de honrar algumas de suas obrigações ao mesmo tempo que continua pagando outros compromissos da dívida.

No meio desta semana, a Moody's alertou que pode rebaixar o rating soberano dos Estados Unidos, mencionando, assim como a S&P, o prazo curto para Casa Branca e congressistas entraram em acordo sobre a ampliação do limite de endividamento do governo americano.

Fonte:
Valor Online

0 comentário