IBGE: inflação oficial estabiliza, mas sobe 6,87% em 12 meses

Publicado em 05/08/2011 09:45 262 exibições
O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou avanço de 0,16% em julho, valor praticamente estável em relação ao mês imediatamente anterior (0,15%), segundo informou nesta sexta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nos últimos 12 meses, o índice utilizado pelo governo nas metas de inflação ficou em 6,87%, a maior desde junho de 2005, ante 6,71% até junho, mantendo-se acima do teto da meta perseguida pelo governo, que é de 6,5%.

Os preços do grupo Alimentação aceleraram a queda, de 0,26% para 0,34%. "Foram vários os produtos que ficaram mais baratos, especialmente o tomate, que... exerceu a mais forte pressão para baixo, seguido das carnes", disse o IBGE em nota. Já os custos de Transportes passaram de recuo de 0,61% em junho para alta de 0,46% em julho, em razão da reversão do declínio dos combustíveis e refletindo a elevação da tarifa de ônibus interestaduais.

Os preços de Habitação e de Artigos de residência subiram menos, em, respectivamente, 0,27% e 0,03%. Os de Vestuário também tiveram forte desaceleração, passando de alta de 1,25% antes para 0,1% agora. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para as famílias com renda até seis salários mínimos, ficou estável em julho. A taxa é inferior à registrada em junho, que havia sido 0,22%. O INPC acumula inflação de 3,70% no ano e de 6,87% nos últimos 12 meses.
Fonte:
Terra

0 comentário