Bolsas asiáticas terminam em alta, com exceção de Xangai

Publicado em 30/08/2011 08:17 168 exibições
Os participantes nos mercados asiáticos levaram em conta nesta sessão dados econômicos da região, o quadro político no Japão e o fechamento de Wall Street ontem, quando o Dow Jones subiu mais de 2,2% e o Nasdaq avançou 3,3%. O movimento das ações de bancos e de empresas ligadas a matérias-primas também ficou no foco.

Em Tóquio, o Nikkei 225 registrou valorização de 1,16%, aos 8.953,90 pontos. O Hang Seng, de Hong Kong, teve alta de 1,71%, aos 20.204,17 pontos. O S&P/ASX 200, de Sydney, marcou 4.269,20 pontos, elevação de 0,14%. Em Seul, o Kospi aumentou 0,78%, alcançando 1.843,82 pontos. Em Xangai, contudo, o Shanghai Composite caiu 0,38%, se situando em 2,566,59 pontos. Ontem, essa mesma praça terminou no sentido contrário das demais.

O governo japonês apontou que a taxa de desemprego do país subiu para 4,7% em julho, ou 0,1 ponto percentual acima da leitura de um mês antes. Alguns economistas esperavam a permanência em 4,6%.

Do lado político, após ganhar a liderança do Partido Democrático do Japão, Yoshihiko Noda recebeu aprovação do Parlamento e é o novo primeiro-ministro do país. Ex-ministro das Finanças, ele vai substituir Naoto Kan, que renunciou ao cargo assim como todo seu gabinete.

Noda, de 54 anos, torna-se o sexto líder do Japão nos últimos cinco anos e passa a ser o 95º premiê do país. Além disso, ele é o terceiro primeiro-ministro do Partido Democrático desde a vitória nas eleições gerais dois anos atrás.

Fonte:
Valor Online

0 comentário