Fed e crise europeia afetam negócios nas bolsas da Ásia

Publicado em 22/09/2011 08:27 164 exibições
Os investidores na Ásia mostraram-se cautelosos nesta jornada, depois do resultado da reunião do Federal Reserve (Fed, banco central americano) e da preocupação com a exposição dos bancos europeus à crise da dívida na Europa.

Mereceu atenção ainda o movimento das ações de bancos, empresas do setor de tecnologia e de companhias voltadas à exportação.

Ontem, a autoridade monetária dos Estados Unidos manteve a taxa de juro entre zero e 0,25% e aproveitou para anunciar a extensão da maturidade média de seus ativos. A instituição pretende comprar, até o fim de junho de 2012, US$ 400 bilhões em títulos do Tesouro de 6 anos a 30 anos e quer vender quantia semelhantes de papéis com vencimento de 3 anos ou menos.

A iniciativa visa apoiar uma recuperação econômica mais forte e garantir que a inflação, ao longo do tempo, fique em níveis consistentes com os objetivos da autoridade monetária, que é de máximo emprego e estabilidade de preços.

Em Tóquio, o Nikkei 225 cedeu 2,07%, aos 8.560,26 pontos. O Hang Seng, de Hong Kong, caiu 4,85%, somando 17.911,95 pontos. O S&P/ASX 200, de Sydney, declinou 2,63%, ficando em 3.964,90 pontos. Em Seul, o Kospi diminuiu 2,90%, ficando em 1.800,55 pontos. Na bolsa de Xangai, o Shanghai Composite recuou 2,78%, para 2.443,06 pontos.

Fonte:
Valor Econômico

0 comentário