Confiança na economia da zona do euro cai forte em setembro

Publicado em 29/09/2011 08:07 157 exibições
As empresas e consumidores dos 17 países que integram a zona do euro ficaram mais pessimistas em setembro, em meio ao agravamento da crise fiscal da região.

O Indicador de Sentimento Econômico, divulgado pela Comissão Europeia, registrou sua sétima queda mensal consecutiva, passando de 98,4 em agosto para 95,0 neste mês, o menor resultado desde dezembro de 2009. Analistas esperavam um número um pouco melhor, de 96,0.

“A piora da crise da dívida soberana e a tensão resultante no setor bancário estão claramente pesando sobre a confiança e a atividade”, disse à Bloomberg a economista do ABN Amro em Amsterdã Aline Schuiling. “De fato, esperamos que a economia vá se contrair no terceiro e quarto trimestres.”

Na divisão por países, destaque para a Itália, cujo indicador recuou de 94,1 para 89,0. Entre os setores, o indicador para a indústria cedeu de -2,7 para -5,9, o de serviços passou de 3,7 para 0,0, o de varejo foi de -8,7 para -9,8 e a medida para o setor de construção piorou de -23,4 em agosto para -26,0 em setembro. Em todos os setores, as empresas relataram queda em novas encomendas, inclusive para exportação.

Já a confiança do consumidor recuou de -16,5 para -19,1, com os habitantes da zona do euro mais pessimistas para com a economia e temerosos de perder seus empregos. Analistas previam declínio menos acentuado, para -18,9.

Fora da zona do euro, a Comissão informou também que o indicador de confiança dos consumidores do Reino Unido caiu em setembro pelo quarto mês consecutivo, para -21,7, de -19,8 em agosto.

Fonte:
Valor Online

0 comentário