Ibovespa caminha para dia, semana, mês e trimestre negativos

Publicado em 30/09/2011 15:23 e atualizado em 30/09/2011 16:58 259 exibições
As bolsas americanas e brasileira acentuaram as perdas na tarde desta sexta-feira, fechamento de mês. Ainda de olho na crise da dívida europeia e no desempenho da economia americana, investidores defendem uma atuação mais cautelosa na jornada final do trimestre.

Por volta das 14h40, o Ibovespa recuava 1,59%, aos 52.533 pontos. O volume negociado estava em torno de R$ 3 bilhões.

Com essa trajetória, o índice caminha para desvalorização semanal de 1,3% e mensal de 7%. No trimestre, a queda já se aproxima de 16%, a maior desde a baixa de 24,2% dos últimos três meses de 2008, auge da crise financeira.

Dentre os destaques negativos desta sessão figuravam papéis como MRV ON (-5,26%, a R$ 9,71), B2W ON (-5,44%, a R$ 14,93) e Gafisa ON (-5,55%, a R$ 5,44).

Entre as chamadas “blue chips”, Petrobras PN ainda cedia 0,82%, a R$ 19,24, e Vale PNA caía 1,32%, a R$ 39,57.

Já as principais altas do Ibovespa partiam de ações como Marfrig ON (5,74%, a R$ 6,07), que tinham a maior queda do ano até ontem, seguidas dos papéis Sabesp ON (2,17%, a R$ 43,76) e Klabin PN (2,16%, a R$ 5,19).

No mesmo horário, em Wall Street, o índice Dow Jones caía 0,66%, o S&P 500 perdia 0,95% e o Nasdaq cedia 1,10%.

Entre os destaques negativos do dia, investidores expressam preocupação com a aceleração da inflação na Europa em setembro e seu reflexo sobre a próxima decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), no dia 6 de outubro.

Nos Estados Unidos, apesar da melhora da confiança do consumidor, a queda da renda surpreendeu para baixo.

Fonte:
Valor Online

0 comentário