Ministério faz treinamento do Programa ABC

Publicado em 22/11/2011 14:08 269 exibições
Módulo vai capacitar cerca de 250 profissionais em Tocantins, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento promove durante esta semana o módulo introdutório de capacitação de multiplicadores do Plano Agricultura de Baixo Carbono (ABC). Os cursos que começaram nessa segunda-feira, 21 de novembro, terminam em 08 de dezembro e, nesta fase, serão treinados cerca de 240 profissionais. Entre eles: engenheiros agrônomos, zootecnistas, médicos veterinários e engenheiros florestais ligados às cooperativas, empresas públicas e privadas de Assistência Técnica, Planejamento e Extensão Rural.

O objetivo dos cursos é capacitar profissionais de nível superior em Tocantins, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Após o treinamento, os especialistas deverão apresentar as tecnologias de baixa emissão de carbono diretamente aos produtores. Nesta etapa serão difundidos conhecimentos nas áreas de Recuperação de Pastagens Degradadas, Integração Lavoura-Pecuária-Floresta e Sistema Plantio Direto.

A programação do curso é diferenciada em cada estado participante do treinamento. Durante os dias, haverá palestras, exercícios práticos e discussão da situação de cada local. Em alguns deles, serão realizadas atividades de campo e visitas a propriedades onde as tecnologias já são conhecidas. Parte dos instrutores são pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) especialistas nos temas.

Saiba mais

A produção sustentável é uma prioridade para o governo federal e, a partir da safra 2011/2012, o Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC) incorporará todas as ações que incentivam a produção de alimentos com preservação ambiental. No total, os projetos de investimento voltados a atividades agropecuárias que permitem a mitigação da emissão de gases de efeito estufa terão R$ 3,15 bilhões e poderão ser contratados com condições mais facilitadas, como taxa de juros de 5,5% ao ano e prazo para pagamento de 15 anos.

O ABC reflete o esforço do governo para atender aos compromissos voluntários assumidos na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 15), de redução significativa das emissões de gases de efeito estufa gerados pela agropecuária. Lançado em julho do ano passado, o programa pretende evitar a emissão de 165 milhões de toneladas equivalentes de CO2 nos próximos dez anos por meio de seis práticas agrícolas sustentáveis: plantio direto na palha, integração lavoura-pecuária-floresta, recuperação de pastos degradados, plantio de florestas, fixação biológica de nitrogênio e tratamento de resíduos animais.

Fonte:
MAPA

0 comentário