Publicidade

Grupo tranca rodovia no 2º dia contra ampliação de reserva indígena em MT

Publicado em 02/07/2013 12:26 525 exibições

Produtores rurais e madeireiros de Apiacás, a 1.005 km de Cuiabá, continuaram a bloquear trecho da MT-206 nesta terça-feira (2) em protesto contra a demarcação da reserva indígena Kayabi, nos limites de Apiacás e Jacareacanga (PA). Desde a madrugada de segunda-feira (1º), cerca de 1.300 manifestantes estão trancando trecho de uma ponte sobre o Rio Paranaíta e permitindo somente a passagem de ambulâncias. O bloqueio ocorre por tempo indeterminado.

Os moradores são contra a criação do Parque Nacional do Juruena, que amplia a área indígena Kayabi, e, por isso, pedem a revogação da portaria que trata da demarcação da reserva, pois terão que deixar a área reconhecida como pertencente aos indígenas.

Veja a notícia na íntegra no site do Agrodebate

Publicidade

Em MT, protesto contra avanço das demarcações de terras indígenas reúne 5 mil pessoas nesta segunda (1)

Cerca de cinco mil pessoas participaram nesta segunda-feira de um protesto organizado por sindicatos, associações e entidades de classe contra a ampliação em cerca de 720% da reserva indígena Kayabi no município de Apiacás, em Mato Grosso. A área que até 1999 era de 127 mil hectares passou para 1,053 milhão de hectares, que vai de Apiacás até Jacareacanga (PA). O decreto de homologação da área ampliada foi publicado no Diário Oficial da União em abril. Cerca de 350 famílias serão atingidas e terão de deixar a área.

Os manifestantes bloquearam a MT-206 num trecho de ponte sobre o Rio Paranaíta. De acordo com o produtor Jeremias Prado Santos, o bloqueio começou na madrugada desta segunda e impediu o acesso ao canteiro de obras da Usina Teles Pires. Por causa da manifestação, o comércio e órgãos públicos não funcionaram.

Leia a notícia na íntegra no site do Estadão.

Fonte:
Agrodebate+O Estado de S. Paulo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário