Indígenas de Dourados invadem 67ª propriedade rural em MS

Publicado em 17/09/2013 11:24
1178 exibições


Cerca de 20 indígenas da etnia Guarani Kaiowá invadiram na manhã desta segunda-feira (16) mais uma propriedade privada em Mato Grosso do Sul.  Localizada na MS-463, na região de Dourados, a fazenda de José Roberto Teccheo, passa pela segunda invasão em cinco anos. De acordo com o proprietário, indígenas ignoram a sentença expedida pela 1ª Vara Federal de Dourados que finaliza o processo e garante a legitimidade da terra.
 
De acordo com Teccheo a primeira invasão dos indígenas em sua propriedade ocorreu em 2008 e no ano seguinte o pedido de reintegração de posse foi atendido pela Justiça Federal. Recursos da Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Ministério Público Federal tentaram considerar a área como indígena, suposição desconsiderada pela 1ª Vara Federal de Dourados que sentenciou em 2012 favoravelmente ao proprietário da fazenda.
 
A área de 108 hectares atualmente é arrendada para uma usina sucroenergética, destinada ao cultivo de cana-de-açúcar. O proprietário da fazenda acusa órgãos ligados aos indígenas de elaborarem manobras que tentam romper seu contrato de arrendamento. “Tenho a legalidade da terra comprovada judicialmente, ainda assim, entidades fazem pressão para que a usina assine um termo que interrompa o meu contrato”, denuncia Teccheo.
 
De acordo com a Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) com a Fazenda Serrana somam 67 propriedades privadas invadidas no Estado.

Fonte: Famasul

1 comentário

  • Gladston Machareth Campo Grande - MS

    Se as terras foram cedidas e documentadas pela União, qual a justificativa para essas constantes invasões pelos indígenas ?

    Fica uma dúvida ainda maior: porque os indígenas têm o direito de invadir, depredar e matar sem que haja intervenção imediata, com rigor, da justiça ?

    Fica difícil, para não dizer impossível, acreditar na imparcialidade da justiça brasileira, na solução desses problemas, que causam prejuízo moral e econômico tão somente para os proprietários dessas áreas !

    0