Soja: Aprosoja monitora Ferrugem Asiática

Publicado em 27/12/2011 12:59 408 exibições
Preocupada com a incidência de doenças nas lavouras de  soja, em especial a ferrugem asiática, a Aprosoja está com o projeto Antiferrugem em campo. Pelo quinto ano consecutivo, a entidade monitora a incidência do fungo causador da doença nas lavouras de Mato Grosso. O projeto 
conta com a parceria da Embrapa e Basf.

Nesta safra o projeto disponibiliza 10 mini-laboratórios, instalados nos núcleos da Aprosoja, localizados nos principais municípios produtores de soja do estado. Além disso, o sistema conta com profissionais capacitados para analisar as amostras e operar as lupas digitais (Digilab), dando suporte ao produtor rural na identificação das doenças.
O gerente técnico da Aprosoja, Nery Ribas, alerta que o produtor não deve postergar a aplicação de fungicidas nas lavouras. "Neste momento o clima tende a se regularizar e as chuvas começam a ficar mais intensas, criando um ambiente propício para a propagação do fungo causador da ferrugem asiática. 

A Aprosoja recomenda que a aplicação de fungicida inicie o quanto antes, evitando a dispersão da doença. O produtor rural em Mato Grosso tem demonstrado ano após ano estar cada vez mais consciente da importância das boas práticas agrícolas", destacou.

Além da ferrugem, os laboratórios também estão capacitados para monitorar outras doenças, como por exemplo, mela, mancha alvo, doenças de final de ciclo, entre outras. O projeto Antiferrugem iniciou em dezembro de 2011 e encerra em fevereiro de 2012.

A Aprosoja integra também o Consórcio Nacional Antiferrugem que disponibiliza de maneira on-line o mapa de dispersão da ferrugem asiática no país. No endereço: http://www.consorcioantiferrugem.net/portal/ é possível conferir gratuitamente os focos já registrados da doença e em quais  municípios e regiões produtores foram identificados.
Tags:
Fonte:
Aprosoja

0 comentário