Safras & Mercado reduz estimativa para safra brasileira de soja

Publicado em 09/04/2012 15:28 e atualizado em 09/04/2012 17:01 1032 exibições
A produção brasileira de soja na temporada 2011/12 deverá totalizar 66,815 milhões de toneladas, recuando 10% na comparação com a safra anterior, que ficou em 74,380 milhões de toneladas. A previsão faz parte de levantamento divulgado hoje Pela consultoria SAFRAS & Mercado. No relatório anterior, divulgado no dia 2 de março, a previsão era de safra de 68,228 milhões de toneladas. O corte ficou em 2%.
A estimativa de área plantada passou de 24,170 milhões de hectares em 2010/11 para 24,968 milhões na atual temporada, com aumento de 3%. A Safras trabalha com rendimento médio de 2.683 quilos por hectare, contra os 3.077 quilos obtidos no ano passado.
O Rio Grande do Sul foi o estado mais prejudicado pela falta de chuvas. A produção, que no ano passado foi de 11,5 milhões de toneladas, deverá cair para 6,9 milhões de toneladas, com corte de 40%. No Paraná, a safra deverá ter quebra de 30%, recuando de 15,4 milhões para 10,8 milhões de toneladas.
O Mato Grosso continua líder no ranking de produção nacional, com produção estimada em 21,8 milhões de toneladas, representando um crescimento de 6% sobre as 20,5 milhões de toneladas obtidas em 2010/11.
"Para entender esse movimento, basta analisar os ajustes mais criteriosos feitos nas estimativas de produtividade nos estados mais atingidos pelas intempéries climáticas observadas de dezembro até fevereiro. E também por conta de novas perdas detectadas com problemas novos ocorridos no mês de março, como o excesso de umidade e o ataque de ferrugem no Mato Grosso, e as perdas por falta de chuvas na Bahia", avalia o analista sênior de SAFRAS, Flávio França Júnior.
Colheita
A colheita da soja no Brasil alcançou 79% da área estimada na semana encerrada em 5 de abril, segundo levantamento de SAFRAS & Mercado. Na semana anterior, o número era de 72%%. Em igual período do ano passado, o índice era de 77% e a média histórica para o período é de 69%. Os trabalhos estão encerrados em São Paulo e no Mato Grosso do Sul. No Mato Grosso, principal estado produtor, a colheita chegou a 99%.
Tags:
Fonte:
Agência Safras & Mercado

0 comentário