China: Importações de soja entre outubro e setembro podem recuar

Publicado em 04/09/2012 14:35 547 exibições
O CNGOIC - Centro Nacional de Informações Sobre Grãos e Óleos da China - informou, nesta terça-feira (4), que as importações chinesas de soja podem ficar abaixo das 7 milhões de toneladas de setembro a outubro deste ano. 

Para agosto, a expectativa é de que a nação asiática tenha importado cerca de 4,7 milhões de toneladas. O volume, se confirmado, será maior do que a estimativa anterior, de 4,5 milhões de toneladas. 

Nesta segunda-feira (3), o Ministério do Comércio da China reajustou sua expectativa para as compras de soja do país de 5,3 milhões para 4,53 milhões de toneladas.

De acordo com o CNGOIC, as esmagadoras teriam desacelerado ligeiramente suas compras da oleaginosa importada por conta de uma baixa nas margens de esmagamento e do pouco espaço que há para um aumento no preço dos óleos comestíveis. 

No entanto, a China não deverá reduzir suas importações muito expressivamente, segundo analistas. Isso porque os preços da oleaginosa no mercado doméstico estão bastante elevados - e atingiram um valor recorde na Bolsa de Dalian na noite desta terça-feira (4) - mantendo as cotações do farelo elevadas no mercado interno e, por consequencia, as margens de moagem também se mantiveram positivas. 

Além disso, nesta segunda-feira (3) foram confirmados, com relato de dados pouco expressivos de exportação de soja do Brasil para o mês de agosto, de que o único "mercado aberto" para exportar soja de agora até pelo menos fevereiro, é aqui na América do Norte.
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário