Publicidade

Chicago: Soja foca seca na Argentina e fecha com leve alta

Publicado em 29/01/2013 17:31 866 exibições
A soja fechou os negócios desta terça-feira (29) com leves altas na Bolsa de Chicago. Nas principais posições negociadas, os ganhos ficaram em 2 e 5 pontos. O foco do mercado ainda se mantém sobre o andamento da produção sulamericana, com as atenções mais voltadas para a Argentina. 

O tempo seco no país ainda preocupa os investidores e e o mercado, que temem por uma produção menor em tempos em que os estoques mundiais são extremamente baixos e que a demanda se mostra muito agressiva. E este vem sendo, portanto, um dos principais suportes para os preços nas últimas semanas. O clima adverso em alguns pontos do Brasil, como o excesso de chuvas no Mato Grosso e a seca no Rio Grande do Sul, também contribuem com o avanço já que o mercado não deverá abrir espaço para qualquer tamanho de perdas na produção sulamericana, de acordo com analistas. 

Porém, as previsões climáticas para a Argentina vêm apresentando divergências e isso é o que tem feito o mercado oscilar tanto entre altas e baixas, exibindo sessões bastante voláteis nos últimos dias. 

Entretanto, apesar de toda essa volatilidade, ods fundamentos ainda são bastante positivos. A demanda chinesa não dá sinais de desaquecimento e os fundamentos de estoque e consumo mantêm-se bastante ajustados. 

"O único fator que poderia exercer uma pressão baixista nos preços futuros é entrada da colheita da América do Sul no mercado, especialmente no mês de março. Por outro lado, as lavouras brasileiras sofrem com as adversidades climáticas adverso em algumas regiões produtoras", disse João Birkhan, diretor da CentroGrãos Famato.

Veja como ficaram as cotações no fechamento desta terça-feira:



Tags:

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    Quem planta soja sabe que não existe o milagre da recuperação como se alardeia ,portanto,sofreu um período com falta de agua,diminui o potencial,Então com todos os problemas que tivemos,senão vejamos:Plantio atrasado de soja precoce no Pr,seguido de veranico,atrazo das precoces tambem no Ms,Go,tbem com veranicos,25 dias sem chuvas na Ba, e Noroeste de Minas.O resultado já está sendo relatado nas primeiras colheitas.Agora no enchimento dos grãos das médias e tardias,no Pr, Ms a chuva não está lá,no Rs vinha tudo muito bem,até a florada e enchimento dos grãos,e está um céu de brigadeiro há muitos dias,e deve continuar por mais alguns.O Mato grosso e goiás debaixo dágua na colheita com relatos de grãos ardidos acima do admitido pelos padrões.Por aqui estamos em época de plantio e está tudo muito parecido com o ano passado(seco),e ainda assim seremos o maior produtor de soja do WORLD,já pensaram se fosse tudo redondinho ,sem estes problemas?

    0