Safra 2013/14: Brasil deve produzir mais soja e menos milho, diz Safras

Publicado em 26/07/2013 12:17
1218 exibições

Soja: Safras indica aumento de 3,7% na área 2013/14

A área a ser plantada com soja na temporada 2013/14 deverá crescer 3,7% na comparação com 2012/13, ocupando 28,951 milhões de hectares. A projeção faz parte do levantamento de intenção de plantio, divulgado por SAFRAS & Mercado. Se o aumento for confirmado e contando com clima regular, a produção brasileira na próxima temporada deverá bater novo recorde, somando 88,172 milhões de toneladas, com crescimento de 7,4% sobre o total colhido em 2012/13, de 66,331 milhões de toneladas.

A exemplo dos anos anterior, embora com menor ímpeto, os fatores de estímulo ao cultivo da soja devem ser dominantes e prevalecer na decisão dos produtores: positiva lucratividade bruta, aumento na disponibilidade de crédito oficial e privado, elevados preços médios recebidos, cenário de preços ainda razoáveis para 2014, demanda interna e externa aquecida, e dificuldades de avanço na área de culturas alternativas.

"Levando em conta a sinalização de neutralidade climática, com o perfil parecido com a safra 2013, e a provável manutenção ou até algum incremento no nível tecnológico das lavouras, chegamos a uma sinalização preliminar de produtividade em 3.046 kg/ha, acima dos 2.949 kg da safra atual, mas abaixo dos 3.077 kg do recorde de 2011", afirma o analista associado de SAFRAS & Mercado, Flávio França Júnior.

Milho: Plantio deve recuar 10,1% na safra de verão 2013/14

O milho deverá perder espaço na safra de verão 2013/14, na região Centro-Sul. Levantamento de intenção de plantio, divulgado por SAFRAS & Mercado, aponta uma redução de 10,1% na área a ser plantada, que ocuparia 5,282 milhões de hectares, contra 5,877 milhões cultivados em 2012/13. Contando com condições climáticas normais, a produção da primeira safra poderia ficar em 29,715 milhões de toneladas, recuando na comparação com as 33,046 milhões colhidas em 2012/13.

Safras trabalha com uma queda de 6,2% na área a ser plantada na segunda safra, ou safrinha, que totalizaria 7,499 milhões de hectares, contra 7,993 milhões de 2012/13. A produção da safrinha está estimada em 42,463 milhões de toneladas, abaixo das 45,204 milhões previstas para a temporada anterior.

 A área total de milho na região Centro-Sul está estimada em 12,781 milhões de hectares, com recuo de 7,9%. A produção está inicialmente estimada em 72,179 milhões de toneladas. As regiões Norte e Nordeste deverão cultivar 1,635 milhão de hectares e colher 5,395 milhões de toneladas. Com isso, a área total no Brasil somaria 14,416 milhões de hectares, caindo 4,7% sobre o ano anterior. O país deverá produzir 77,575 milhões de toneladas em 2013/14, contra 82,069 milhões colhidos em 2011/12.

Algodão: Área plantada em 2013/14 deve subir 23%

A primeira pesquisa de intenção de plantio para a safra 2013/14, realizada por SAFRAS & Mercado, aponta um aumento de 23% da área a ser cultivada com algodão no Brasil. O levantamento chegou a um total de 1,116 milhão de hectares a serem encobertos com a cultura, contra 907 mil hectares da safra 2012/13.

Confirmados estes números, os cotonicultores recuperarão parte do espaço perdido para os grãos nas safras 2010/11 e 2012/13, quando as áreas foram de 1,369 milhão de hectares e 1,389 milhão de hectares, respectivamente. "A motivação para os produtores elevarem em 208,677 mil hectares a área de algodão está diretamente relacionada à recuperação das cotações, que neste momento superam as de igual período do ano passado em 38%", afirma o analista de SAFRAS & Mercado, Elcio Bento.

Outra característica da produção da safra 2013/14 será um aumento mais que proporcional do plantio de algodão safrinha em relação à primeira safra. Isso se justifica pela queda acentuada do preço do milho.

Por outro lado, uma recuperação mais expressiva, para os patamares da safra 2011/12, é limitada pelos preços da soja, que continuam atrativos. Com isso, aqueles produtores que não tem uma estrutura voltada para a produção de algodão e que quando os preços estão altamente compensatórios apostam no algodão, tendem a continuar com a oleaginosa.
 
A experiência negativa com a lagarta Helicoverpa na última safra, que reduziu a produtividade e aumentou os custos de produção, também pesa negativamente. Para fechar, o setor produtivo segue esperando uma elevação do preço mínimo de garantia, atualmente em R$ 44,60 por arroba e abaixo do custo de produção, que no Mato Grosso, por exemplo, fica por volta de R$ 60,00/arroba. Se, até o momento do preparo do solo e do plantio houver um reajuste, poderá motivar um plantio maior.
 
Confirmada a área de 1,116 milhão de hectares e considerando a média de produtividade nas últimas cinco safras, o montante de pluma produzida no país será de 1,554 milhão de toneladas, avançando 23,3% em relação à safra anterior. No Mato Grosso, maior produtor nacional se espera uma área de 562,5 mil hectares (+25%) e uma produção de 777 mil toneladas (+23,3%).
 
Na Bahia 370 mil hectares (+21,3%) e 493,6 mil toneladas (28,2%). Em Goiás 60 mil hectares (+20%), produzindo 95,3 mil toneladas (19,1%). No Mato Grosso do Sul a pesquisa mostra uma expectativa de elevação de apenas 10,5%, para 42 mil hectares e produção de 67,5 mil toneladas (+4%). Em Minas Gerais estima-se 28 mil hectares (+33,3%) e produção de 41 mil toneladas (29,8%).

Feijão: Área da 1ª safra deve subir 0,34% em 2013/14

O primeiro levantamento de intenção de plantio de feijão para a primeira safra 2013/14, realizado por Safras & Mercado, indica que haverá ligeiro acréscimo de área para o plantio da leguminosa em âmbito nacional. A área a ser cultivada deve ser de 1,167 milhão de hectares, ficando 0,34% acima da área da temporada anterior, que foi de cerca de 1,163 milhão.

"Este aumento de área está sendo favorecido pelos bons preços em relação a períodos anteriores. Além disso, a desvalorização do real frente o dólar deve desestimular as importações de feijão preto, o que daria maior margem para o aumento nos preços, fato estimulador para a elevação da área", afirma o analista de Safras, Eduardo Aquiles.

A produção também deverá ter acréscimo, passando do volume de 1,173 milhão de toneladas para algo em torno de 1,181 milhão em 2013/14, ou o equivalente a uma diferença de 0,7%. Entretanto, algumas regiões poderão sofrer com o aumento das chuvas, devido ao fenômeno climático El Niño.

Arroz: Área cultivada em 2013/14 deverá ter elevação de 0,9%

O primeiro levantamento de intenção de plantio para o arroz na temporada 2013/14, realizado por SAFRAS & Mercado, indica que haverá um ligeiro aumento de 0,9% na área cultiva com o cereal, passando de 2,393 milhões de hectares na temporada 2012/13 para cerca de 2,413 milhões em 2013/14.

"Este cenário está sendo influenciado pelos bons preços do grão no mercado interno e pela possibilidade de exportação, diante do real desvalorizado frente ao dólar", garante o analista de Safras, Eduardo Aquiles.

As regiões que se destacam são Norte e Nordeste, que aponta elevação de 1,2% ou área total de aproximadamente 890 mil hectares. O Tocantins deve ser um dos estados que deverão ter aumento considerável na área, devido, também, à abertura de novas áreas.

O Rio Grande do Sul, maior produtor nacional, com cerca de 67% da área total cultivada, deverá ter acréscimo de 1% na área plantada. Já em Santa Catarina, o segundo maior produtor, a área cultivada deverá ficar estável, uma vez que a área disponível é limitada para o cultivo do grão.

Com a expectativa de ocorrência do fenômeno climático El Niño, que deverá aumentar os níveis de chuva no país, contribuindo para a recuperação dos mananciais e rios, que são utilizados para a irrigação do grão, principalmente no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, há a expectativa de aumento da produção, que foi estimada em 12,098 milhões de toneladas ou o equivalente a 1,2% maior que na temporada passada, quando foram produzidas em torno de 11,958 milhões de toneladas.

Tags:
Fonte: Safras & Mercado

1 comentário

  • Alin Pedro Itumbiara - GO

    Por isso que não da certo, nem mesmo o adubo chegou na fazenda e já estão falando num suposto recorde da safra brasileira de soja 13/14...

    0