Soja MT: Entrada da safra dos EUA aumentará competitividade nas exportações

Publicado em 24/09/2013 09:39
377 exibições

Sendo o principal player consumidor da soja mato-grossense, a China representou neste ano, até agosto, 59% das exportações do complexo soja (grão, farelo e óleo). Apesar de ter reduzido em agosto os volumes importados de soja em 5,7% em relação a julho, a participação em cima das embarcações totais cresceram de 31,7% em julho para 40,3% em agosto, com importação de 538,54 mil toneladas do total de 1,33 milhão de toneladas do complexo soja, em agosto, no Estado. Sendo responsável por mais da metade das exportações de Mato Grosso, as compras realizadas pela China são fundamentais para sustentar a balança comercial do Estado, já que possui na soja sua principal commodity na sustentação da balança. Para os próximos meses, com a entrada da nova safra 2013/14 de soja norteamericana, a competitividade maior pode influenciar nas exportações de soja do Estado, sobretudo, com relação às vendas para a China, principal comprador mundial da oleaginosa. Enquanto os EUA não colhem, a especulação sobre a safra de soja no país, em função das incertezas climáticas, tem gerado elevações no preço do grão e de seus derivados em escala mundial. No Brasil, esse efeito está sendo percebido desde a segunda quinzena de agosto. Para a safra 2013/14 as expectativas são de que o Brasil amplie suas exportações para 42,5 milhões de toneladas, segundo o USDA. Como Mato Grosso é o principal produtor do grão do país, deve ampliar suas vendas ao exterior com a China sendo o grande responsável por essa ampliação.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte: Imea

Nenhum comentário