Soja MT: Semeadura chega perto do final com maiores custos da história

Publicado em 03/12/2013 07:08 404 exibições

A semeadura da soja em Mato Grosso chega perto do seu final, com os maiores custos da história, podendo vir a aumentar. Ainda nesta safra a produtor deverá gastar 23% a mais para fazer sua lavoura e, com a ocorrência da helicoverpa no Estado, foi feito um simulador de elevação no custo de produção dependendo do número de aplicações específicas para essa praga, visto que o ataque está ocorrendo de forma diferenciada no Estado. Há registros de maior ataque nas primeiras lavouras semeadas, diminuindo a ocorrência com a evolução dos trabalhos. A simulação por aplicação é importante para auxiliar o produtor a acompanhar seu custo de produção, conforme o número real de aplicações em suas áreas. Desta forma, considerando que duas aplicações seriam avaliadas como normais para lagarta, não haveria alterações no custo de produção. A partir da terceira aplicação feita específica para essa praga, o produtor estaria elevando em média 1,2% seu custo total de produção. No ano passado, na Bahia, alguns produtores chegaram ao extremo de nove aplicações. Devido a um clima menos favorável para o desenvolvimento da helicoverpa em Mato Grosso, acredita-se que o máximo seriam sete aplicações. Desta forma, se alguma área chegar a essa quantidade de aplicações, seu custo de produção ficará 6% mais caro, chegando a custar R$ 2.485,42/hectare. Para que isso não ocorra, o produtor deve fazer o monitoramento e, se necessário, a aplicação, é importante um uso consciente e com doses corretas, para que não se tenha um mau controle da praga no futuro.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte:
Imea

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário