Soja: No RS, colheita alcança 16% da área cultivada

Publicado em 28/03/2014 11:05 759 exibições

Soja - A colheita da soja se processou de forma bastante intensa nesta última semana, tendo aumentado oito pontos percentuais, chegando a 16% do total semeado. As primeiras áreas colhidas vêm apresentando rendimentos dentro das expectativas e variando a cada região analisada. Nas localidades mais afetadas pela falta de chuvas os rendimentos variaram entre 25 e 45 sacas/ha (1,5 a 2,7 mil kg/ha). Em municípios onde as precipitações não comprometeram o desenvolvimento da cultura, os rendimentos alcançados têm ficado, em alguns casos, em torno de 60 sacas/ha (3,6 mil kg/ha). A média geral para o Estado segue ao redor dos 2,7 mil kg/ha. Algumas lavouras apresentam, neste final de ciclo, ataque de lagartas, com alguns produtores sendo forçados a entrar mais uma vez na lavoura para controlar a praga. Naquelas em estágio mais avançados, as lagartas estão atacando mais as 
folhas que restam, não conseguindo danificar as vagens, o que pelo menos estanca por ora maiores prejuízos. Outro distúrbio verificado em áreas mais afetadas pela estiagem ocorrida em algumas regiões é o rebrote das plantas, fazendo com que o aspecto visual de algumas lavouras apresente muita disparidade, com plantas completamente maduras e outras com coloração verde intensa, fato que poderá trazer alguns problemas na hora da colheita e na qualidade do grão. 

Milho - A colheita da safra 2014 teve um aumento de três pontos percentuais em relação à semana passada. Este aumento poderia ser maior não 
fosse o interesse dos produtores em retirar a soja com mais rapidez. Mesmo assim, o atual índice coloca esta safra à frente da média em termos de 
colheita. As produtividades conseguidas até aqui têm surpreendido em alguns momentos, haja vista os contratempos infringidos pelo clima, como 
déficit hídrico e altas temperaturas durante as fases críticas da cultura. Nesse sentido, não são raros os casos que conseguiram produtividades 
acima dos 9 mil kg/ha, fato que contrabalança os casos de lavouras prejudicadas pela estiagem ocorrida, fazendo com que a média estadual se 
situe, até aqui, acima dos 5 mil kg/ha. As lavouras mais tardias, cerca de 18% do total, também se encontram em boas condições, uma vez que estão sendo beneficiadas pelas ultimas chuvas e pelas temperaturas baixas durante a noite. 

Clique aqui e leia o boletim na íntegra 

Tags:
Fonte:
Emater/RS

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário