Soja: Em véspera de feriado nos EUA, preços voltam a cair em Chicago

Publicado em 03/07/2014 13:29 1078 exibições

Nesta quinta-feira (3), os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) operam em queda. As principais posições da oleaginosa até esboçaram uma reação ao longo das negociações, porém voltaram a cair, e por volta das 13h15 (horário de Brasília) exibiam perdas entre 2,50 e 15,50 pontos. O vencimento agosto/14 era cotado a US$ 12,99 por bushel.

De acordo com o consultor de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, o mercado exibe um movimento técnico no pregão desta quinta frente ao feriado do Dia da Independência nos EUA, comemorado na sexta-feira (4). Inclusive, as operações em Chicago encerram mais cedo às 14 horas (horário de Brasília).

"Diante do final de semana prolongado, o investidor buscam um melhor posicionamento, para se proteger. Além disso, as exportações semanais vieram mais fracas, situação que também ajuda a pressionar os preços", explica.

Para a safra 2013/14, as vendas de soja totalizaram 40,6 mil toneladas de soja até a semana encerrada no dia 26 de junho, conforme novo boletim do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). O volume representa uma queda de 87% em relação à última semana, na qual, 317,2 mil toneladas foram exportadas, e 70% na média das últimas quatro semanas.

Até o momento, no acumulado do ano safra, as vendas de soja somam 45.516,0 milhões de toneladas, número acima do projetado pelo departamento norte-americano, de 43.550,0 milhões de toneladas. 

Da safra 2014/15, o número divulgado pelo departamento foi de 431,2 mil toneladas no mesmo período. O número é menor do que o reportado na última semana, de 457,7 mil toneladas de soja. Destinos desconhecidos foram os principais compradores do produto norte-americano.

Ainda na visão do analista, os preços futuros da oleaginosa podem registrar uma correção já na próxima semana, uma vez que as cotações recuaram fortemente após os últimos números trazidos pelo USDA. “Os estoques ainda são baixos nos EUA e a demanda internacional pela soja permanece aquecida, cenário que pode contribuir para novas valorizações nos preços”, afirma Brandalizze.

Safra dos EUA

Por enquanto, o clima permanece favorável ao desenvolvimento da safra e cerca de 72% das lavouras apresentam boas ou excelentes condições, segundo último boletim do USDA. A expectativa é que o país colha uma safra de 98,93 milhões de toneladas na safra 2014/15. E a área destinada à oleaginosa é de 34,2 milhões de hectares.

Ainda assim, o consultor destaca que é preciso acompanhar as previsões de clima para os EUA, especialmente em meados de julho e agosto, pois caso as temperaturas subam, as lavouras poderão apresentar problemas de abortamento. 

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário