Menos lucrativa, soja terá safra coringa no Paraguai

Publicado em 29/10/2014 07:37 212 exibições

Neimar Schuster produz soja em 950 hectares irrigados: aposta no material registrado, que hoje cobre um terço das lavourasA renda bruta da soja caiu de US$ 420 para US$ 280 por tonelada no Paraguai no último ano. Mas, diante disso, o país ampliou o plantio de verão em 6,67% e engatilha aposta de peso na 2ª safra, que será plantada logo após a colheita das lavouras atuais, em início de florescimento. 

Com as chuvas que acabam de chegar, após três semanas secas e com temperaturas de mais de 40 graus, o quarto maior exportador mundial da commodity deve novamente se superar, numa tentativa de garantir a maior arrecadação possível à agricultura, apurou a Expedição Safra Gazeta do Povo, em viagem de uma semana que envolveu 500 produtores em entrevistas e eventos técnicos organizados pela Agrotec.

São 3,15 milhões de hectares cultivados neste verão (com potencial para 9,5 milhões de toneladas) e 550 mil ha em planejamento (910 mil t), num sistema que promete elevar a produção paraguaia à marca recorde de 10,5 milhões de t — 1 milhão a mais do que em 2013/14. Isso mesmo que a “safrinha” repita resultados da última temporada, avaliam os técnicos da Expedição.

Leia a notícia na íntegra no site da Gazeta do Povo

Tags:
Fonte:
Gazeta do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário