Exportações acima de 2,2 mi de toneladas ajudam soja a se recuperar em Chicago

Publicado em 22/12/2014 07:52 e atualizado em 22/12/2014 13:31 879 exibições

As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 2.234.262 toneladas na semana encerrada no dia 18 de dezembro, conforme relatório semanal divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) nesta segunda-feira(22). Os números foram fundamentais para uma mudança de rumo nas cotações em Chicago. Na semana anterior, as inspeções haviam atingido 1.883.810 toneladas. No ano passado, em igual período, o total registrado foi de 1.504.463 toneladas.

No acumulado do ano-safra, iniciado em 1 de setembro, as inspeções estão em 27,8 milhões de toneladas, contra 22,3 milhões de  toneladas no acumulado do ano-safra anterior.

Após a divulgação do relatório e por volta das 14 h (Brasília)  as cotações subiam entre 7 e 8 pontos nos principais vencimentos. O contrato Jan/15 trabalhava a US$10,38 com alta de 8 pts. O vencimento Mar/15 registrava elevação de 7,75 pts cotado a US$10,46 e para Maio/15 os negócios aconteciam na casa dos US$10,54 com alta de 8 pts.

Durante toda a semana anterior, o mercado acumulou algumas altas significativas em função de boas notícias vindas da demanda, como o anúncio da venda de 1,5 milhão de toneladas de soja em grão para a China com entrega na safra 2015/16, e aproveitou o final da semana para realizar parte desses lucros. O movimento de realização de lucros continuou durante o pregão noturno em Chicago com os investidores entendendo os números de importações por parte da China, divulgadas na madrugada. 

As importações de soja em grão por parte da China somaram 6,026 milhões de toneladas em novembro, com perda de 0,14% sobre o mesmo mês do ano passado. A informação é da Administração de Portos e Alfândegas daquele país. No acumulado dos onze primeiros meses do ano, a China já adquiriu 62,872 milhões de toneladas, com aumento de 12,32% sobre o mesmo período de 2013.

Os Estados Unidos lideraram as vendas para a China no mês, com 4,667 milhões de toneladas e ganho de 31,27% sobre o mesmo mês do ano passado. No acumulado do ano, as compras da China nos Estados Unidos somam 22,246 milhões de toneladas, alta de 36,49%. 
 
 O Brasil vendeu 538,371 mil toneladas no mês, com recuo de 61,19%. No acumulado do ano, as vendas brasileiras para a China somam 31,834 milhões, com alta de 1,93%.
 

 

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário