Demanda ainda dá suporte e soja segue em alta em Chicago no pregão desta 2ª feira

Publicado em 17/10/2016 13:04
555 exibições

Durante o pregão desta segunda-feira (17), os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) dão continuidade ao movimento positivo. Perto das 12h27 (horário de Brasília), as principais posições do cereal exibiam valorizações entre 8,00 e 9,25 pontos. O novembro trabalhava a US$ 9,71 por bushel, enquanto o janeiro/17 operava a US$ 9,79 por bushel.

De acordo com informações das agências internacionais, os preços continuam sendo sustentados pela demanda aquecida pelo produto americano. Uma delegação de compradores chineses assinou acordos para a compra de 5,1 milhões de toneladas de soja. Segundo a Labhoro Corretora, os reportes poderão ser realizados ao longo dos próximos dias como vendas extras.

Paralelamente, os investidores ainda aguardam o reporte semanal de embarques semanais do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Na semana passada, o número ficou em 1.801,074 milhão de toneladas, contra projeções que oscilavam de 1 milhão a 1,2 milhão de toneladas.

Outro fator que permanece no foco dos participantes do mercado é o andamento da colheita nos Estados Unidos. O USDA atualiza as informações no final da tarde desta segunda-feira, em seu novo reporte de acompanhamento de safras. As apostas do mercado giram em torno de 60% até 65% da área já colhida.

Ainda conforme dados da Labhoro Corretora, o clima continua favorável ao andamento dos trabalhos nos campos no país. "As previsões indicam predomínio de tempo seco para os próximos 7 dias e as chuvas não devem ultrapassar os 18 mm acumulados", informou em nota. Já o leste do cinturão produtor, poderá receber precipitações entre 25 mm e 50 mm.

Do mesmo modo, o plantio da soja no Brasil também é observado pelo mercado. Até a última sexta-feira, a semeadura estava completa em 17,3% da área prevista para essa temporada, conforme dados da Safras & Mercado.

Mercado brasileiro

A alta de Chicago também influenciou os preços praticados no Porto de Rio Grande. Nesta segunda-feira, a saca disponível é cotada a R$ 74,80, com valorização de 0,81% e o preço futuro gira em torno de R$ 78,00, com alta de 1,43%.

Já o dólar exibia leve queda de 0,22%, cotado a R$ 3,1973 perto das 11h50 (horário de Brasília). Segundo o site G1, a moeda segue em linha com exterior em meio à expectativa de entrada de recursos.

Tags:
Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário