Temor de retaliação da China assusta mercado da soja em Chicago (AGResources)

Publicado em 14/06/2018 03:02
863 exibições

O medo tomou conta dos bastidores da Bolsa de Chicago (CME). A guerra comercial entre EUA e China volta à ser a protagonista da tendência especulativa do mercado, informa a AGResources. Na madrugada de terça, quando ainda os operadores saboreavam a calmaria advinda do aperto de mão entre Trump e King Jung-un, veio a notícia dando conta que o presidente Trump tem reais intenções de continuar de seu plano de impor tarifas de US$ 50 bi sobre produtos da China, até esta sexta-feira, dia 15.

O prazo legal para a efetivação das taxas sobre a importação de produtos chi neses se encerra ao fim desta semana. A ARC lembra que o impacto sobre o mercado da soja virá, inevitavelmente, com a retaliação chinesa aos seus produtos taxados. O governo do país asiático já se pronunciou oficialmente alertando que não ficará de "braços-cruzados" à qualquer imposição do seu livre comércio de exportação, e que traria medidas retaliatórias contra commodities agrícolas de origem estadunidense.

Na hipótese de que este cenário venha a se concretizar, a demanda chinesa deverá se convergir para novas compras da oleaginosa brasileira.

"Portanto, as atuais estimativas do USDA em 72,95 MTs para exportações da soja do Brasil em 2019 poderão ser tidas como "subestimadas", ao longo dos próximos meses", conclui o comunicado do escrtitório da AGresources, de Chicago. 

Safra norte-americana segue tranquila

Os mais recentes mapas climáticos atualizados  trazem a confirmação da concentração das chuvas sobre uma faixa ao norte dos Estados Unidos, nestes próximos 5 dias. A massa de ar quente de alta pressão, estacionada sobre o Centro do país, permanece em máxima amplitude até o dia 19-20 de junho, dificultando a chegada de precipitações sobre a região, e mantendo as temperaturas acima da média.

No entanto, para os últimos dias de junho, essa massa de ar quente deverá se dissipa gradativamente, dando espaço para a cobertura de uma nova rodada de chuvas sobre Illinois, Iowa, Indiana e Ohio. Os totais pluviométricos para Illinois ainda não são satisfatórios, principalmente para o centro-norte do estado, no entanto tais previsões carecem de confirmações.

O restante do Cinturão Agrícola segue em bom desenvolvimento, sem nenhum preocupação climática acentuada, até o momento.

Tags:
Fonte: AGResources

Nenhum comentário