Estiagem afeta safra de soja e colheita deve cair para 9 milhões de toneladas no MS

Publicado em 18/01/2019 11:14
297 exibições
Dados da Semagro, Famasul e Aprosoja indicam produtividade estimada em 52 sacas por hectare, ante a expectativa de 59 sacas

Dados do Siga-MS (Sistema de Informação Geográfia do Agronegócio de Mato Grosso do Sul) indicam que a atual safra de soja no Estado deve chegar a cerca de 9 milhões de toneladas. O levantamento, realizado em conjunto pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e Famasul (Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul) é um pouco abaixo da previsão inicial, que previa uma safra recorde superior a 10 milhões de toneladas. A pequena quebra é resultado das poucas chuvas em dezembro de 2018.

A Semagro confirmou expectativas de quebra de 11% na safra, que poderia chegar a 10,053 milhões de toneladas –com uma produtividade superior ás 59 safras por hectare registradas no ano passado– e, agora, deve estacionar em 8,9 milhões de toneladas do grão. Na comparação com a colheita do ano passado, a redução é de 6,71% –em 2018, foram colhidas 9,58 milhões de toneladas, a maior safra da história.

A produtividade esperada, agora, deve chegar a 52 sacas por hectare. O Cemtec-MS (Centro de Monitoramento do Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul) indicam que, em dezembro, a estiagem chegou a 20 dias no centro-sul (com média de chuvas de 89,86 milímetros no mês), 18 no norte (133,8 milímetros) e 15 no nordeste do Estado (132,06), as principais regiões produtivas.

Leia a notícia na íntegra no site da Campo Grande News

Tags:
Fonte: Campo Grande News

Nenhum comentário