Começa a fila para desembarque da safra em Paranaguá

Publicado em 09/02/2010 06:50 922 exibições

O início da safra já refletiu no movimento para o desembarque de grãos no Porto de Paranaguá, que quase triplicou nos últimos dias. Ontem, a concessionária Ecovia, que administra o trecho da BR-277 entre Curitiba e Paranaguá, já registrava uma fila de 13,5 quilômetros a partir do pátio de triagem do porto.

De acordo com a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), a média diária no pátio, que até janeiro era de 300 caminhões por dia, subiu para mais de 800 desde a semana passada.

Segundo a Appa, o aumento repentino indica uma antecipação operacional da safra, principalmente de soja, cujo embarque normalmente começa em março. Assim como o milho e farelos, a soja tem passagem obrigatória pela triagem, para pré-classificação.

Os administradores do porto também acreditam que a proximidade do feriadão de Carnaval esteja influenciando no aumento: “nesse período, o tráfego de caminhões em algumas rodovias federais de pista simples fica proibido”, informou a Appa.

Desde o início do mês, o pátio de triagem de Paranaguá recebe apenas caminhões carregados com soja, milho e farelos, que têm prioridade devido ao volume maior.

Ao mesmo tempo, até o final do mês, apenas quatro navios graneleiros estão programados para embarcar mais de 158 mil toneladas de soja número que ainda pode ser alterado.

No entanto, a área operacional da Appa informa que os terminais exportadores de granéis ainda estão ajustando suas operações. Alguns deles, inclusive, ainda escoam, por exemplo, trigo e açúcar excedente da safra passada.

Através de comunicado, publicado na Agência Estadual de Notícias, o superintendente da Appa, Daniel Lúcio de Souza, informou que o movimento de empresas de navegação, que estão contratando escalas de navios para Paranaguá para exportação de grãos, é “muito grande”.

A projeção, segundo ele, é de crescimento de 20% a 25% nos embarques de soja e farelo, devido principalmente à expectativa de safra recorde. Só no Paraná, a produção deve aumentar 15,8%. No pico da safra, nos meses de março e abril, o movimento esperado de caminhões deve aumentar para 2 mil veículos por dia.

Exigências

Apesar de classificar o problema das filas como pontual e lembrar que as operações ainda estão sendo ajustadas, a Appa reforçou a necessidade de que os transportadores observem as regras aplicadas no porto.

Uma determinação recente, por exemplo, exige que os caminhões com destino ao porto tenham suas cargas negociadas previamente, que haja espaço nos armazéns e que os navios para receber as mercadorias já estejam na programação de atracação.

O motivo é justamente evitar filas como a observada ontem, na BR-277. Porém, operadores portuários admitem que alguns produtores desrespeitam essas regras.

Tags:
Fonte:
Paraná Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário