INTERNACIONAL: Milho, trigo e soja trabalham em alta incentivando importações e investimentos

Publicado em 05/04/2010 09:21 746 exibições
O milho, o trigo e a soja trabalharam em alta enquanto um dólar enfraquecido aumentou a procura por produtos norte-americanos por parte de investidores e importadores.  

O milho para maio subiu 0,2%, sendo negociado a US$3,45 por bushel na Bolsa de Chicago, às 7h13 (horário de Brasília), e a soja teve alta de 0,3%, chegando a US$9,445/bushel. Já o trigo para maio subiu 0,2% e foi comercializado a US$4,55.

O dólar Index , que acompanha o valor da moeda em relação aos seis principais parceiros comerciais, caiu cerca de 0,4% chegando a 80,947.  O Banco Central da China disse em um relatório divulgado no dia 2 de abril que o dólar terá apenas uma repercussão limitada neste ano por causa do alto déficit fiscal nos Estados Unidos, além das baixas taxas de juros do país. 

"O dólar mais fraco é um fator de grande importância nos preços dos grãos e da soja. Isso faz com que o trigo, o milho e a soja se tornem mais acessíveis para os compradores no exterior", afirmou Eric Bailon , presidente da sede da Paritas Trading Corp, em Manila, nas Filipinas. 

Os grãos e as oleaginosas também podem aumentar à medida que os compradores e investidores possam retomar suas compras após um feriado prolongado, disse Bailon. A Bolsa de Chicago e a NYSE Liffe, em Paris, não operaram no dia 2 de abril por conta do feriado da sexta-feira Santa. 

Coreia do Sul
A Coreia Feed Association, maior compradora de grãos da Coreia do Sul, comprou 55.000 toneladas de milho em um leilão, informaram dois funcionários que participaram da operação no dia 2 de abril. 

O grupo pagou US$ 216,95 por tonelada do grão que chegará em setembro. A Coreia Feed rejeitou ofertas acima das 55.000 toneladas de milho por conta de possíveis altas de preços acima das expectativas. 

Tradução: Carla Mendes
Tags:
Fonte:
Bloomberg

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário